15 armas e R$ 220 mil são apreendidos em operação contra pistolagem em Iúna

Uma operação da Polícia Civil terminou com a prisão de duas pessoas e apreensão de 15 armas, centenas de munições, droga e R$ 220 mil em dinheiro no município de Iúna, durante esta quarta-feira (23). A Operação Caparaó foi realizada com o objetivo de inibir o crime de pistolagem na região. O empresário Eduardo Gomes de Matos, 54 anos, e Jose Guilherme Marques, de 28, foram detidos.

Na casa de Eduardo Gomes de Matos foram encontrados dois rifles calibre 22, uma pistola 380 e um papelote grande de cocaína. Já na casa da sogra do empresário a polícia apreendeu outras dez armas. Com José foram apreendidas uma garrucha calibre 36, uma espingarda de fabricação caseira, duas munições de pistola 380 e 26 pedras de crack.

De acordo com o delegado Danilo Bahiense uma alta quantia em cheques expedidos pela prefeitura do município também foram encontrados na casa do empresário, além de dinheiro. “Apreendemos também mais de R$ 220 mil em dinheiro, um cheque com o valor total de R$ 370 mil. Ele foi até emitido pela Prefeitura de Iúna, segundo ele relativo à venda de um imóvel, mas não apresentou documento”, disse.

Ao todo, a ação envolveu 70 policiais civis e seis delegados que cumpriram 13 mandados de busca e apreensão por meio de solicitação e participação do Grupo Especial de Trabalho Investigativo (Geti) do Ministério Público. Os dois homens presos foram encaminhados para o Presídio de Viana.

Todo o material apreendido será analisado, e as armas vão para o departamento de balística. Elas serão comparadas com os projéteis encontrados nos cadáveres de vítimas de assassinato na região nos últimos 20 anos, de acordo com o delegado Danilo Bahiense.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>