As pessoas da nossa estrada (por Bia Tannuri)

As pessoas da estrada da vida de um ser, não necessariamente são as que estão mais próximas. Podem existir aquelas que estão na história, mas não integram a essência do autor da mesma, passam ao largo, são simples figurantes do enredo. Da mesma forma, há outras que em uma primeira visão não estão lá de corpo, mas fazem parte. E, é claro, há as que estão de todo, de corpo e alma.

No decorrer da vida, se vive várias fases e faces e em cada uma delas depara-se com pessoas com ou sem haver com elas. Existem as ligações e os encontros. As das ligações seguirão junto na estrada da existência, e as dos encontros ficarão no máximo como uma lembrança de alguém que passou por ti.

As pessoas da estrada seguem por todo o caminho ao lado, mesmo que não seja de forma física, mas de energia e alma. São as que vibram na mesma harmonia, não importa a frenquência, elas lá estão a vibrar com contigo e por ti.

As energias afins, não são eleitas, são encontradas. Pode-se passar uma vida a procura e não achá-las, mas ao longo da existência certamente se irá com elas topar.

A estrada pode ser difícil, mas elas, as pessoas que vibram junto, farão com que o árduo caminho seja suportável ao infinito gerando energias para que o ser o seu objetivo consiga mirar e não derrapar.

As pessoas da estrada serão eternas na memória, mesmo que não encontradas em alguma fase da existência, o que não será um desencontro e sim um breve descompasso de momento.

Há também aqueles que acham não haver ninguém que possam considerar como as “suas pessoas da estrada”. Pena que não conseguem enxergar, ou o que é pior, são incapazes de sentir os que por ele vibram. Sempre haverá alguém, pois a estrada sempre estará lá com suas energias a pulsarem, mesmo que por ela não se queira trafegar. A vida vive independente do querer, simplesmente segue, e caberá a ti segui-la ou não, por que ela não irá parar ou desacelerar para te esperar, quando passar, já foi.

As pessoas da tua estrada não a construirão por ti, mas sim lá estarão a te dar a mão quando os percalços tiveres que enfrentar, ou para simplesmente rirem e sentirem, não por ti, mas junto de ti os momentos felizes que passares em teu percurso.

A estrada de cada um é única, não reta, mas uma só, por mais desníveis e curvas que possa haver. É o caminho por onde a existência borbulha as energias do universo do SER a cada vida vivida e sentida. Há vários trechos a serem percorridos, mas todos de uma mesma trilha que vai sendo traçada a cada fase do existir.

Bia Tannuri

biatannuri@gmail.com

http://biatannuri.blogspot.com/