Japão registra primeira morte pelo novo coronavírus

An ambulance from Japanese Self-Defence Force leaves the pier where the cruise ship Diamond Princess is anchored, as dozens of passengers were tested positive for coronavirus on board, at Daikoku Pier Cruise Terminal in Yokohama

© REUTERS/Issei Kato/Direitos Reservados

Saúde

Japão registra primeira morte pelo novo coronavírus

Mulher de 80 não estava no navio de cruzeiro Diamond Princess

Por Agência Brasil* – Brasília

O Japão registrou, nesta quinta-feira (13), a sua primeira morte coronavírus. A confirmação foi feita pelo ministro da Saúde do país, Katsunobu Kato. Trata-se de uma mulher japonesa de 80 anos. Segundo Kato, a mulher não estava a bordo do navio de cruzeiro Diamond Princess que está em quarentena no porto de Yokohama.

“A relação entre o novo coronavírus e a morte dessa pessoa está estabelecida”, disse Katsunobu Kato durante uma coletiva de imprensa, adiantando que o resultado positivo do teste foi confirmado depois da morte.

No Japão, “este é o primeiro caso de morte de uma pessoa que o teste deu positivo” para o novo coronavírus, afirmou o ministro japonês.

A mulher morava em Kanagawa, perto de Tóquio, e esteve no hopital, pela primeira vez, em 22 de janeiro com sintomas de cansaço e fadiga. As condições de saúde dela foram monitoradas até que ela recebeu o diagnóstico de pneumonia e hospitalizada no dia 1° de fevereiro.

As condições respiratórias da paciente piorara e, no dia 6 de fevereiro, ela foi encaminhada a outro hospital. Ontem (12), seu quadro se agravou e ela foi submetida ao teste para o novo coronavírus. O resultado positivo saiu na tarde de hoje, horas depois de sua morte. A idosa não tinha registros recentes de viagem ao exterior.

Filipinas

O óbito registrado no Japão é o segundo caso de morte por Covid-19 fora da China continental. O primeiro foi um cidadão filipino que tinha estado na província de Hubei, o epicentro do foco do novo coronavírus.

O número total de mortes pelo surto, inicialmente detectado em dezembro do ano passado, está em 1.370 hoje, enquanto o número de casos confirmados subiu para 59.826 na China continental.

*Com informações da emissora de radiodifusão pública do Japão, NHK, e da empresa pública de rádio e TV de Portugal, RTP

Edição: Denise Griesinger