Cooperados da Coopeavi formam primeiro grupo beneficiado pelo programa de FIV junto ao Sebrae em 2020

Reunião com produtores aconteceu na sede da Coopeavi em Nova Venécia

Na tarde da última segunda-feira (10) um grupo de cooperados se reuniu na Coopeavi Lácteos, em Nova Venécia, para definir a participação no Programa de Melhoramento Genético, por meio de Fertilização In Vitro (FIV), desenvolvido em parceria com o Sebrae.

No encontro os participantes tiveram oportunidade de tirar dúvidas em relação ao funcionamento e adesão ao programa, na presença do analista do Sebrae, Daywidson Stabenow. “O ganho é imenso para o produtor. É uma tecnologia cara e muitos não têm condições de arcar sozinhos. É aí que o Sebrae entra com essa forte parceria. Neste processo o melhoramento genético do animal é adiantado em apenas uma gestação, o que geralmente duraria até quatro ou mais, da maneira tradicional. Além disso, o produtor tem somente o trabalho de preparar os animais já que os técnicos fazem todo o processo. Para cada FIV, são necessários três animais disponíveis. Essa parceria chegou para encurtar a distância dos produtores de leite a um serviço de alta tecnologia, com um valor acessível”, afirma.

Para o ano de 2020 a parceria será mantida. Cada produtor pode contratar de três a dez fertilizações. Nesta etapa estão participando cooperados de várias regiões. Os casos em que as prenhezes não forem confirmadas, o produtor não paga. Além disso, os casos em que o número de confirmação exceder à quantidade contratada, também não será pago pelo cooperado, ou seja, sai de graça.

Somente na primeira rodada já estão confirmadas cerca de 350 prenhezes. É importante que o produtor tenha o calendário de vacinas de seus animais atualizado, com todas as vacinas obrigatórias e reprodutivas em dia, com o objetivo de aumentar a efetividade nos resultados. O sêmen utilizado é sexado.

Os embriões são coletados de fazendas referência no Brasil em potencial genético para leite. São disponibilizadas FIV’s de animais girolando meio sangue e três quartos.

No programa cabe ao produtor arcar com apenas 30% do custo, o que equivale a R$ 390, que ainda pode ser parcelado em até dez vezes. No contrato estão incluídos todos os insumos necessários para realizar o trabalho, tendo em vista que o Sebrae subsidia os outros 70% do valor.

O programa ainda disponibiliza vagas. Os produtores interessados em participar devem procurar a Coopeavi.

 Sucesso

O programa de melhoramento genético por meio de FIV, realizado desde 2017 pela Coopeavi junto ao Sebrae, tem ganhado força a cada ano, levando ao cooperado produtor de leite inovação tecnológica com foco na melhoria genética do rebanho.

No ano passado foram beneficiados 94 associados à Coopeavi, totalizando 697 prenhezes confirmadas, resultando em um investimento financeiro de R$ 801.550,00.

Jhon Martins
redenoticiaes