Instituto alerta: é alto risco de mais enchentes e deslizamentos de terra ao longo da semana no Espírito Santo

É alto o risco de enchentes, mais deslizamentos de terra e alagamentos de grande extensão no Espírito Santo ao longo desta semana. É o que prevê o Instituto Climatempo, em informativo divulgado neste domingo (19).

“O volume de chuva estimado para próximos dias no Espírito Santo, por várias simulações atmosféricas feitas em supercomputadores, é extremo e muito preocupante. O Estado do Espírito Santo deve sofrer muito com a chuva esta semana”.

O informativo prossegue: “O aumento da chuva começa já nesta segunda-feira, 20 de janeiro, quando a chuva volta a cair forte. Porém, entre terça, 21, e sexta-feira, 24 de janeiro, a chuva deve ser generalizada e muito volumosa”.

Segundo o Instituto, muitas regiões do Espírito Santo poderão acumular de 200 a 300 mm de chuva de segunda, 20, até a sexta, 24. Isto significa que várias áreas do Estado vão receber mais chuva esta semana do que a média normal para todo o mês de janeiro. Segundo a entidade, a média normal varia de 150 mm a 250 mm.

Na capital, Vitória, por exemplo, em 19 dias já choveu 118,2 mm, que representam 85% da média de chuva para janeiro que é de 139 mm, aproximadamente.

Mais previsões

Um aviso meteorológico, emitido pelo CPTEC, alerta para os riscos(s) de tempestade de raios, chuvas intensas e vendaval nos municípios de Afonso Cláudio, Alto Rio Novo, Baixo Guandu, Brejetuba, Divino de São Lourenço, Dores do Rio Preto, Ibatiba, Ibitirama, Irupi, Iúna, Laranja da Terra e Mantenópolis. O comunicado ´é válido até este domingo.

Outro aviso emitido pelo órgão, com validade até segunda (20), indica  possibilidade de ocorrerem os mesmos fenômenos em uma lista maior de cidades:  Afonso Cláudio, Água Doce do Norte, Alegre, Alto Rio Novo, Baixo Guandu, Barra de São Francisco, Brejetuba, Conceição do Castelo, Divino de São Lourenço, Dores do Rio Preto, Ecoporanga, Guaçuí, Ibatiba, Ibitirama, Irupi, Iúna, Laranja da Terra, Mantenópolis, Muniz Freire.

Fonte; folhavitoria