Condomínio em Vitória é furtado 6 vezes em um ano e moradores pedem reforço na segurança

Furtos aconteceram em Jardim da Penha. Principais alvos dos criminosos são as bicicletas que ficam na garagem do edifício.

Um prédio localizado em Jardim da Penha, em Vitória, foi furtado seis vezes em um mesmo ano. As câmeras de segurança registraram suspeitos entrando e saindo do prédio, mas, até agora, nenhum foi preso. Ao todo, cerca de dez bicicletas, entre outros bens, já foram furtadas.

O primeiro furto foi registrado no início de maio do ano passado. As imagens das câmeras mostram dois homens caminhando pela rua e, posteriormente, arrombando o portão do edifício. Uma bicicleta foi furtada.

Já em agosto, dois suspeitos pularam o muro de madrugada, pegaram duas bicicletas de moradores e saíram pela porta da frente do prédio.

Em setembro, foi a vez de um criminoso sair pela porta da frente com uma prancha de surf. Em novembro, o prédio foi invadido novamente e, em dezembro, mais dois furtos foram registrados. Em um desses casos, o suspeito chega a sentar na escada para se alimentar, sem nenhuma pressa.

No último arrombamento, um homem chegou a desmontar o motor do portão para entrar enquanto uma mulher lhe dava cobertura. Eles levaram mais uma bicicleta e rolos fios.

O síndico do edifício, Silvio Santos Moraes, afirma que todos os furtos foram registrados na polícia, mas sem solução.

Suspeito aparece dentro do prédio

Suspeito aparece dentro do prédio

“À media que iam entrando, a gente ia melhorando a segurança, mas não conseguimos evitar os roubos. Quase todos os moradores já perderam suas bicicletas”, reclama.

Sem resposta, os moradores investiram na melhoria de seu próprio sistema de segurança, instalando ferramentas como cercas elétricas, alarmes e videomonitoramento. No entanto, eles pedem o reforço do policiamento.

“Durante o dia, aparecem vários carros fazendo policiamento. À noite, não tem nada. Fim de semana, então, não tem um policial na rua”, critica o síndico.

Em nota enviada, a Polícia Civil falou da importância de registrar os furtos na delegacia, fazer o boletim de ocorrência, exatamente como os responsáveis pelo condomínio fizeram.

Ela também pede que a população contribua por meio do 181, que é o número do disque-denúncia.