Brasil já contabiliza 152 vagas nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Pedro Henrique Gonçalves garantiu vaga no K1 masculino da canoagem slalom. Foto: Divulgação/COB

Pedro Henrique Gonçalves garantiu vaga no K1 masculino da canoagem slalom. Foto: Divulgação/COB

Após três anos de ciclo olímpico, o Time Brasil vê Tóquio 2020 cada vez mais próximo. Faltando menos de 200 dias para o evento, muitos atletas ainda brigam por classificação. Até o momento, a delegação brasileira tem 152 vagas garantidas. O número pode aumentar consideravelmente até a primeira quinzena de fevereiro, quando o futebol masculino e o basquete feminino definirão seus classificados para os Jogos.

“Estamos entrando em uma fase bem sensível da preparação, ainda de treinamento pesado, em que o atleta precisa reduzir o risco de lesão, mas também buscar sua participação nos Jogos. Ao mesmo tempo, eles sabem o que precisam fazer e os desafios que encontrarão em Tóquio. Com esse plano formado, é possível identificar o que ainda deve ser trabalhado para que cada um chegue forte e confiante a Tóquio”, afirma o diretor de Esportes do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Jorge Bichara.

O projeto Tóquio 2020 teve início há seis anos, quando o COB formalizou parceria com o Japan Sports Council e iniciou o processo de escolha das bases de aclimatação do Time Brasil. Na etapa, a entidade procurou locais com boa estrutura de treinamento, área médica, espaço para montagem de sala de força e que permitissem uma alimentação tipicamente brasileira.

“Estamos entrando em uma fase bem sensível da preparação, ainda de treinamento pesado, em que o atleta precisa reduzir o risco de lesão, mas também buscar sua participação nos Jogos. Ao mesmo tempo, eles sabem o que precisam fazer e os desafios que encontrarão em Tóquio”, afirma Jorge Bichara, diretor de esportes do COB. 

Com o planejamento, o COB pretende oferecer as melhores condições possíveis de treinamento e estrutura aos atletas, de modo que eles estejam voltados exclusivamente às competições. Diante do cenário apresentado, definiu-se que oito locais servirão de bases do Time Brasil no Japão: Chiba, Chuo, Enoshima, Hamamatsu, Koto, Ota, Sagamihara e Saitama.

Vagas em 2020

A seleção de futebol estreia no Pré-Olímpico da Colômbia em 19 de janeiro, a partir das 22h30 (de Brasília), contra o Peru. O Brasil está no Grupo B do torneio, que tem ainda Bolívia, Uruguai e Paraguai. Os dois melhores da chave avançam ao quadrangular final, que tem início em 3 de fevereiro e classifica dois países.

» Confira a lista das 152 vagas já conquistadas pelo Brasil

 

Já entre os dias 6 e 9, a seleção feminina de basquete tem pela frente o Pré-Olímpico Mundial, em Bourges, na França. As adversárias da equipe comandada por José Neto são as porto-riquenhas e as australianas, além das anfitriãs.

No caso dos esportes individuais, a definição das vagas envolve, além de competições qualificatórias, a busca por pontos e melhores colocações no ranking mundial. Para atender a todos, o COB busca acompanhar de perto os principais nomes de cada modalidade.

                                        
                                                                         Tatiana Weston-Webb vai representar o Brasil no surfe. Foto: Divulgação/Nick Lagos

“Atualmente, a preparação dos atletas é mais individualizada e visa atender às necessidades específicas de cada um. Alguns precisam competir mais, outros preferem menos, e tem ainda os que estão se recuperando de lesões. Com a definição do caminho que precisa ser percorrido, o que fará a diferença nos Jogos Olímpicos será, principalmente, essa preparação final”, finaliza Bichara.

 

 

 

 

 

Com informações do Ministério da Cidadania, Secretaria Especial do Esporte.