Bandidos clonam Whatsapp de Aguadocense e uma pessoa acaba caindo no golpe

Um fato inusitado aconteceu em Água Doce do Norte na tarde da última quarta-feira (08) com a funcionária pública Lúcia Sodré Moreira, de acordo com ela um pessoa clonou seu Whatsapp e tentou aplicar um golpe em várias pessoas que estavam cadastradas em sua agenda telefônica, Lúcia preferiu não citar nomes e valores, mas ela afirmou para o site que os bandidos conseguiram extorquir uma quantia em dinheiro de uma pessoa muito próxima a ela.

Uma amiga de Lúcia chegou a publicar no facebook um print sobre uma conversa dos bandidos que tentaram aplicar o golpe nela logo no início da noite, porém ela conseguiu perceber a intenção dos golpistas a tempo e evitou o prejuízo, confira: “Gente olha o golpe….cuidado!! Clonaram o número da minha amiga…e tentaram fazer com que eu fizesse transferência… por se tratar de uma amiga, minha professora de infância ,confesso que até pensei em ajudar…mas depois percebi que algo de errado tinha , pois ela é super educada e nem um boa noite ela me deu, logo me liguei….Cuidado!!!!” disse Agatha Edivania em sua publicação no facebook.

Lúcia publicou uma mensagem informativa em seu facebook alertando os familiares e amigos de que não estava enviando as referidas mensagens solicitando empréstimos em dinheiro, mas logo na manhã de quinta-feira (09) ela realizou outra postagem informando que o problema já havia sido solucionado e que tudo voltou ao normal, a princípio ela acredita que o golpe começou a partir do momento que um amigo solicitou a ela que enviasse um código sms que tinha acabado de chegar no celular dela, como ela estava muito ocupada, acabou enviando tal código de imediato para este amigo, a partir desse momento ela não conseguiu mais usar o seu Whatsapp.

Sobre o Golpe

O crime de clonagem de Whatsapp á atingiu 8,5 milhões de brasileiros, segundo as estatísticas. O levantamento mostra que, a cada dia, 23 pessoas seriam vítimas dessa modalidade de golpe em todo o país. Vazamento de conversas privadas, envio de links maliciosos para outros contatos e solicitações de dinheiro aos amigos estão entre os principais prejuízos trazidos pela clonagem do mensageiro.

Como se prevenir?

“Para clonar uma conta de WhatsApp, o cibercriminoso cadastra indevidamente o número de telefone do usuário em outro dispositivo e, após esse processo, um SMS contendo um código de liberação de acesso é enviado ao celular da vítima. Depois, ela é induzida a fornecer esse código ao hacker e, em seguida, a sua conta de WhatsApp é bloqueada”, portanto muito cuidado ao enviar códigos e informações pessoais para outros contatos, e se possível evite usar redes WiFi de estranhos, você pode ser a próxima vítima desse golpe que cresce a cada dia que passa no Brasil e no mundo.

Por Rodolpho Rocha / portaladn / Água Doce do Norte – ES