Von quer restrição de açúcar em escolas

Projeto proíbe fornecimento para crianças de até 2 anos de idade em instituições públicas e privadas

Por Redação Web Ales, com a contribuição de Matheus Nobre

Carlos Von
Proposta de Carlos Von deve ser analisada por quatro comissões da Casa / Foto: Tati Beling

Na intenção de preservar a saúde das crianças com até 2 anos de idade, o deputado Carlos Von (Avante) propôs uma medida para proibir o fornecimento de açúcar nas escolas públicas e privadas do estado. Segundo o autor do Projeto de Lei (PL) 958/2019, o objetivo é conscientizar pais e responsáveis sobre os malefícios do consumo do produto. 

“Uma boa nutrição durante o período neonatal e a infância é essencial para assegurar um satisfatório crescimento e desenvolvimento da criança e uma saúde melhor mais tarde em sua vida, evitando-se a preferência, na fase adulta, de alimentos predominantemente constituídos de açúcar e outras gorduras”, afirmou Von em sua justificativa.

O PL 958/2019 foi lido em plenário e seguiu para análise das comissões de Justiça, Educação, Saúde e Finanças.

Alimentação escolar

De acordo com Von, a proposição vai ao encontro das recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde e adverte sobre a necessidade de controle do que as instituições de ensino oferecem na alimentação escolar.

No dia 13 de novembro, o Ministério da Saúde lançou o Guia Alimentar para Crianças Brasileiras, contendo orientações e formas de assistência para tratar do tema. 

O guia também serve como material de apoio para profissionais de saúde, educação e assistência social que cuidam de crianças em seus locais de trabalho, como hospitais, creches, escolas e outros espaços comprometidos com a promoção de uma alimentação adequada e saudável para crianças.