Um dia após pegar empréstimo, idosa leva golpe e perde R$ 8 mil ao usar caixa eletrônico, no ES

Segundo a vítima, a mulher suspeita de aplicar o golpe ofereceu ajuda após a idosa ter o cartão ‘engolido’ pela máquina. Suspeita foi presa logo depois.

TV Gazeta

Idosa foi vítima de golpe ao usar caixa eletrônico, no ES

Idosa foi vítima de golpe ao usar caixa eletrônico, no ES

Uma aposentada de 67 anos perdeu R$ 8 mil em um golpe, ao usar um caixa eletrônico 24 horas de um supermercado em Vila Velha, no Espírito Santo. O crime aconteceu nesta sexta-feira (13). Segundo a vítima, a mulher suspeita de aplicar o golpe ofereceu ajuda após a idosa ter o cartão “engolido” pela máquina. Parte do valor roubado havia sido pego de empréstimo nesta quinta-feira (12). A suspeita foi presa.

De acordo a vítima, a golpista agiu de uma forma que não despertou desconfiança em nenhum momento.

“A máquina engoliu o meu cartão. Fiquei meio desesperada, e uma moça ligou para o 0800 do meu lado, eu confiei. Ela ligou, passou o celular, estava com musiquinha da Caixa, atendimento, tinha os meus dados, o nome da minha mãe. Era uma pessoa de boa aparência, você não iria desconfiar. Mas a gente não pode confiar em ninguém. Nunca aceitem ajuda de ninguém. Aprendi da pior forma possível”, disse a idosa.

Em poucos minutos, os R$ 8 mil que a idosa tinha na conta foram roubados. “Um [saque] foi às 9h36, outro às 9h48, outro às 9h49 e outro às 9h50. Em poucos minutos, ele tiraram todo o meu dinheiro da conta, R$ 8 mil. Eu tinha pego um empréstimo ontem na Caixa para pagar minhas contas”, lamentou a mulher.

Para a Guarda Municipal, que efetuou a prisão, a forma como a suspeita agiu dá indícios de que ela faz parte de uma quadrilha especializada nesse tipo de crime.

“Esses profissionais são bem preparados para causar dano à sociedade. Eles têm toda uma equipe, têm tecnologia, têm pessoas que em outros estados estão preparadas para receber essas vítimas. Efetuam saques em locais diferentes, tem gravações de música do banco ou do call center”, explicou o sub-inspetor Patrick, da Guarda.

Prisão

A mulher foi presa porque um funcionário do supermercado onde ficam os caixas eletrônicos viu a ação e suspeitou que algo estava errado. Foi ele quem acionou a Guarda Municipal.

“Graças a ele que nós conseguimos interceptar. As vítimas são as mesmas: idoso, mulher e crianças. O alerta é que não passe nenhum tipo de informação por telefone. Desconfie. É melhor ir até a agência”, orientou o sub-inspetor Patrick.

A suspeita foi presa a quando chegava a uma agência da Caixa Econômica Federal. Na delegacia, os guardas descobriram que ela já foi presa em São Paulo, por estelionato.

Prisão foi feita pela Guarda Municipal de Vila Velha, ES

Prisão foi feita pela Guarda Municipal de Vila Velha, ES