Projeto ‘Vivências’ leva estudantes capixabas ao Rio de Janeiro

Objetivo foi observar dinâmicas de diferentes cidades, ampliando os estudos realizados nas disciplinas de Arte e História.

Os alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Doutor Silva Melo, de Guarapari, participaram de uma viagem ao Rio de Janeiro, nos dias 26 e 27 de novembro. A atividade faz parte do projeto “Vivencia”, realizado pelas professoras Aline Brandão e Fernanda Geraldo, na unidade.

O objetivo do projeto é que os estudantes vivenciem os registros da história colonial e imperial do Brasil, marcados na arte e na cultura do Rio de Janeiro, capital tanto da colônia portuguesa quanto do Império. “Foi uma oportunidade para muitos alunos vivenciarem a história e a arte em seus lugares de memória, expostas em conjuntos arquitetônicos que datam do século XVI até os dias atuais”, explicou a professora Fernanda Geraldo.

Em 2018, alunos estiveram no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, para visitar a 33ª Bienal internacional de Arte com o tema “Afinidades Afetivas”. Segundo a professora, essa atividade teve como objetivo ampliar a bagagem cultural dos alunos. Isso porque, ao observar as dinâmicas históricas em diferentes cidades, curiosidades e comparações podem ser geradas, instigando a criação de alternativas para situações-problemas da cidade de Guarapari.

O projeto “Vivências” está devidamente alinhado ao conteúdo programático da Secretaria da Educação (Sedu) nas disciplinas de Arte e História e exalta competências apresentadas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), promovendo uma educação integral de forma significativa.

Os alunos foram orientados a fazerem registros fotográficos sobre os lugares visitados enfatizando, principalmente, detalhes que lhes remetessem aos estudos realizados em sala de aula nas disciplinas de Arte e História. “Com as imagens faremos uma exposição das imagens com breve relato, de autoria dos próprios alunos sobre experiência vivida. Sendo assim, eles poderão transmitir aos outros estudantes as experiências e olhares diferenciados sobre o mesmo tema. Essa exposição poderá ser visitada entre este mês de dezembro e fevereiro de 2020 no hall da Secretaria Escolar”, disse a professora Fernanda Geraldo.

Texto: Soraia Camata