Moradores instalam câmeras por conta própria em busca de mais segurança em Aracruz, ES

Imagens registradas chegam direto para a polícia, ajudando a evitar e desvendar crimes. Número de furtos e roubos diminuiu após instalação do sistema.

Por Eduardo Dias, G1 ES e TV Gazeta

Câmeras registram movimentação em bairro de Aracruz

Câmeras registram movimentação em bairro de Aracruz

Moradores de Coqueiral, em Aracruz, no Norte do Espírito Santo, decidiram investir por conta própria em uma sistema de videomonitoramento no bairro. Instaladas este ano, as câmeras já ajudaram a reduzir o número de crimes como roubo e furto, além de contribuir com a investigação de outros casos. Todo os sistema é bancado por cerca de 200 associados.

Ao todo, são 30 câmeras posicionadas em ruas e praças do bairro. Algumas são mais modernas e conseguem registrar até placas de carros. Todas as imagens gravadas chegam direto para policiais militares que atuam na Companhia da PM na região.

“A Polícia Militar tem um link direto com essas imagens e a Polícia Civil também. Então eles podem consultar diretamente essas câmeras. Nós temos histórico de alguns dias de armazenamento dessas imagens. A polícia vai lá no horário que ela achar que tem conhecimento que o crime aconteceu, resgata as imagens e analisa”, explicou o capitão Alexandre da PM.

De acordo com a Polícia Militar, o número de furtos e roubos diminuiu consideravelmente em Coqueiral na comparação entre 2018 e 2019. O número de furtos caiu cerca de 50%, enquanto a quantidade de roubos diminuiu aproximadamente 60%.

“Temos uma melhoria significativa nos índices comparando 2019 com 2018. Esse sistema chegou para ajudar e muito na segurança de Coqueiral de Aracruz”, disse o capitão.

Toda a estrutura é bancado pelos moradores. Cerca de 200 associados pagam R$ 45 por mês para manter as câmeras. Para garantir a segurança da região, a população gasta o próprio dinheiro.

“A gente tem certeza de que qualquer ocorrência a gente vai ter como recorrer às imagens. A gente já teve crime solucionado por conta das imagens. A pessoa para cometer um ato criminoso aqui dentro do bairro ela vai saber que vai ser filmada. A gente tem essa sensação de que o bairro se tornou mais seguro”, disse a representante da Associação de Moradores, Ana Paula Correia do Carmo.

Imagens chegam direto para a Polícia Militar, em Aracruz

Imagens chegam direto para a Polícia Militar, em Aracruz

Diante do resultado, dentro dos próximos meses os moradores querem aumentar para 90 o número de câmeras. A expectativa é de que o sistema também garanta mais tranquilidade durante o verão.

“Agora, chegando o verão, a gente fica preocupado com entrada de gente diferente no bairro. Então sabendo que tem as câmeras e que qualquer ocorrência a polícia vai ter acesso, a gente fica mais tranquilo”, concluiu Ana Paula.

Prefeitura

Em nota,a prefeitura de Aracruz disse que a segurança pública é uma responsabilidade do Estado, mas que possui uma Central Integrada de Segurança, que conta com 32 servidores atuando no sistema de videomonitoramento que atende a sede e os distritos, incluindo Coqueiral, além do Cerco Eletrônico, que abrange uma das vias de acesso à orla do município.

A prefeitura também informou que a Central Integrada de Segurança oferece apoio 24h às Polícias Militar e Civil e que está à disposição da comunidade.