Apresentação de Coral de internos com Banda da PM encanta no Palácio Anchieta

Foto: Leandro Braga/Vice-Governadoria

Dando início às festividades de fim de ano, o coral “Vozes em Busca da Liberdade”, formado por internos do sistema prisional, se apresentou no Salão São Tiago no Palácio Anchieta, em Vitória, no início da noite desta sexta-feira (06). Cerca de 40 apenados dividiram o palco com a Banda da Polícia Militar e entoaram canções natalinas, além de músicas populares. O governador Renato Casagrande e a vice-governadora Jaqueline Morais também estiveram presentes.

O evento foi realizado pela Secretaria da Justiça (Sejus), com apoio do Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES), da Comissão em Defesa da Vida da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Espírito Santo (OAB-ES), do Conselho Estadual de Igrejas (CEIGEVES) e da Associação de Pastores de Vitória (APEV).

Durante a abertura do evento, o governador Casagrande tratou a cultura como um fator de grande contribuição para o processo de ressocialização. “Quem tem condições e capacidade de cantar, de tocar um instrumento, ajuda na melhora de um ambiente como o sistema prisional”, comentou.

Coral Vozes em Busca da Liberdade

O coral foi criado em abril pela Igreja Adventista Área Sul. Ele é formado por internos das seguintes unidades prisionais: Centro de Detenção Provisória de Cachoeiro de Itapemirim (CDPCI), Centro Prisional Feminino de Cachoeiro de Itapemirim (CPFCI), Penitenciária Regional de Cachoeiro de Itapemirim (PRCI), Penitenciária Semiaberta de Cariacica (PSC), Penitenciária de Segurança Máxima 1 (PSMA 1), Centro de Detenção Provisória de Viana 2 (CDPV2) e Penitenciária Estadual de Vila Velha 5 (PEVV 5).

A subsecretária de Ressocialização da Sejus, Roberta Ferraz, explica que o projeto faz parte das ações do Grupo de Trabalho Interconfessional do Sistema Prisional (Ginter) da Secretaria, que realiza trabalho socioespiritual de forma voluntária nas unidades prisionais do Estado:

“Essa apresentação de hoje é motivo de orgulho para nós. Ao trazer os internos para se apresentarem no Palácio Anchieta, junto com policiais militares, com o apoio de órgãos e instituições que acompanham o trabalho desenvolvido pela Sejus estamos demonstrando a todos do sistema prisional que a sua reintegração social é possível. Estamos trabalhando para diminuir o estigma e o preconceito contra o interno e os egressos, criando oportunidades para sua qualificação e ocupação. Foi uma bela apresentação que certamente irá ajudar a perspectiva desses internos e de seus familiares”, afirmou a subsecretária.

O coral demonstra as ações de políticas criminais desenvolvidas pelo Governo do Estado em parceria com as instituições que atuam na efetivação da execução da pena e alcance da sua função social como fator de reintegração da pessoa humana em privação da liberdade.