59 anos no volante e nenhuma infração

» Seu Pedro Mazarini completou 59 anos de volante sem nunca ter uma infração registrada em sua carteira de habilitação

Aos 91 anos, Seu Pedro Mazarini renovou a carteira de motorista com o feito que pode ser seguido como exemplo para muita gente. Lúcido, o agricultor tem orgulho de contar que nunca foi multado

» Seu Pedro soma 59 anos dirigindo e nenhuma infração de trânsito registrada

Aos 91 anos de idade, seu Pedro Mazarini renovou no último mês a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), com um grande feito: não há registro de multa ou qualquer infração de trânsito cometido pelo agricultor e produtor rural.

Morador do interior de Nova Venécia, na localidade de São Sebastião Córrego da Volta, a nova CNH já chegou em sua residência. Para renovar a documentação, seu Pedro passou por todos os processos necessários. Fez exame no oftalmologista, e entre outros, tudo registrado com fotografias da filha, a Cirlene Mazarini. “Ele estava triste achando que não iria poder mais renovar a carteira, mas meu pai tem boa saúde, reflexos e sempre foi um bom condutor, no final do exame, o João Luís Coser (médico), deu os parabéns a ele”, fala.

Há 59 anos seu Pedro passou na primeira prova e pode tirar habilitação, isso aconteceu em 1960, quando ele tinha 32 anos. Como não havia escola de trânsito, quem o ensinou a dirigir foi um vizinho de terra, o seu João Sélia (in memória), que morava na comunidade do Córrego da Penha. “Comecei a treinar e logo aprendi, vi que tinha habilidade e confiança no volante, e assim é até hoje”, conta.

O produtor rural narra que naquela época, uma equipe vinha de Vitória para realizar os exames, pertencendo ao Ciretran, o que é hoje o Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Ainda, há 19 anos, Mazarini ganhou um certificado do Detran, por nunca ter cometido infração no trânsito”. Eu sempre dirigi com cautela, com responsabilidade, por isso nunca tive uma infração em minha carteira de motorista”, conta.

Uma de suas filhas, a Cirlene, divulga que há uns 30 dias o carro em que o pai dirigia perdeu o freio em um morro, nas proximidades da sua residência no interior. “Ele conseguiu administrar, mesmo em um morro e em meio a buracos. Primeiro Deus deu o livramento e depois, creio que o reflexo e o braço bom no volante ajudaram”, fala.

Além de dirigir muito bem, seu Pedro ainda trabalha na lida da roça com pimenta, café, cultiva jardins e plantas nativas, tudo pensando nos netos. Religioso, católico, o homem lê a Bíblia todos os dias e ainda reserva umas duas horas do seu dia, para outras leituras. Presente a dar a ele? Isso mesmo, livros. Seu Pedro ainda, como um tradicional descendente de italiano, adora jogar baralho, é muito bom em contas e nas mágicas.

Casado com dona Luzia Sabadini (in memória), o casal teve 11 filhos. O agricultor ainda, além de ser um exemplo de motorista, ganhou premiação como Produtor Modelo, em 1981, contribuindo para o desenvolvimento de Nova Venécia.

» Renovação da Carteira Nacional de Habilitação aconteceu no último mês
» Seu Pedro Mazarini e o médico João Luís Coser, durante processo de renovação da habilitação

Cintia Zache
redenoticiaes