Governo investe em ações para reforçar a oferta de água no Nordeste

Governo investe em ações para reforçar a oferta de agua no Nordeste

– Foto:
EBC

O Projeto de Integração do Rio São Francisco e outras obras que garantirão o abastecimento da população no Nordeste receberam apoio financeiro do Governo Federal. Neste mês de novembro, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) está destinando R$ 144 milhões para assegurar a execução dos serviços nos estados de Pernambuco (PE), Ceará (CE), Paraíba (PB) e Alagoas (AL). Em 2019, os investimentos da Pasta em projetos para reforçar a segurança hídrica já somam R$ 1,4 bilhão.

Os valores incluem os serviços nos Eixos Norte e Leste do Projeto São Francisco, a operação e manutenção do empreendimento, a recuperação de reservatórios estratégicos e outras obras para ampliar a oferta de água na região.

Neste mês, em Pernambuco, foram aplicados R$ 24,2 milhões no Ramal do Agreste, executado pelo Governo Federal. Hoje, o Ramal emprega 2,6 mil trabalhadores ao longo dos 70 quilômetros de extensão e possui 40% de execução física. Mais de R$ 436,7 milhões foram investidos em 2019.  As estruturas incluem ainda: 13 trechos de canais, cinco aquedutos e sifões, seis túneis, uma estação de bombeamento, uma adutora e duas barragens. As intervenções receberão, ao todo, R$ 1,1 bilhão em recursos federais para levar as águas do Eixo Leste do Projeto São Francisco a mais 2,2 milhões de pessoas em 68 municípios pernambucanos.

Ceará

O Cinturão das Águas do Ceará (CAC), principal estrutura que permitirá a entrega de água ao estado a partir do Eixo Norte do Projeto do São Francisco,recebeu cerca de R$ 25 milhões este mês. As obras são executadas pelo governo estadual com recursos da União. Atualmente está pactuada a construção do Trecho I, com extensão de 145,2 km e 64% dos serviços concluídos.

Já foram investidos, em 2019, R$ 52,2 milhões no CAC. Otrecho prioritário de quase 58 km que levará as águas do Eixo Norte à Bacia do Rio Jaguaribe já está pronto. A expectativa é que, no primeiro trimestre do próximo ano, a água esteja disponível no Reservatório Jati para o Cinturão das Águas do Ceará, beneficiando os municípios abastecidos pelo Rio Jaguaribe e a Região Metropolitana de Fortaleza –  cerca de 4,5 milhões de pessoas.

Alagoas

Já o Canal do Sertão Alagoano foi contemplado este mês com R$ 18,9 milhões e a soma de investimentos da União é superior a R$ 65,1 milhões em 2019. O empreendimento é um sistema adutor com captação no reservatório da usina hidrelétrica Moxotó, no Rio São Francisco, e vazão total de 32m³/s. Com início no município de Delmiro Gouveia, a estrutura segue até a cidade de Arapiraca e atenderá mais de um milhão de moradores em 42 municípios alagoanos.

Os serviços em execução abrangem 123,4 km (trechos I a IV), incluindo obras de eletrificação e comportas, além de outras etapas associadas ao projeto de interligação das Adutoras do Alto Sertão (PIAAS) e Bacia Leiteira. Cerca de 180 mil pessoas serão atendidas. Os Trechos I, II e III do Canal do Sertão Alagoano foram concluídos e abastecem 200 mil habitantes. O Trecho IV está com 78,7% de avanço físico.

Paraíba

O projeto Vertente Litorânea, na Paraíba, recebeu do MDR R$ 5,7 milhões nesta etapa de transferência. Os investimentos federais chegam a R$ 30,6 milhões em 2019. Esse sistema adutor vai integrar bacias litorâneas com as águas do Eixo Leste do Projeto São Francisco disponibilizadas no Rio Paraíba, após abastecer o reservatório Epitácio Pessoa, em Boqueirão (PB).

Hoje,o Lote 1 está com execução de 93,2% e o Lote 2 registra 56,3% de avanço físico. Quando concluídas, as obras irão beneficiar uma população de 630 mil habitantes, com abastecimento humano e água para irrigação e indústria.

Com informações do MDR