Gincana estimula raciocínio lógico e socialização em escola de Cariacica

Os alunos da Escola Zaíra Manhães de Andrade participam da 1ª Gincana de Códigos e Linguagens.

Foi com muita animação que os estudantes e professores da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Zaíra Manhães de Andrade, em Cariacica, encerraram as competições da 1ª Gincana de Códigos e Linguagens. O evento envolveu os 375 alunos do Ensino Fundamental do turno matutino, que se dividiram em dez equipes para participar de diversas etapas ligadas a valorização do aprendizado nas disciplinas de Língua Portuguesa, Inglês, Arte e Educação Física.

A gincana foi elaborada como estratégia para estimular e melhorar a aprendizagem dos alunos, já que é um recurso que pode fazer inter-relação com várias disciplinas. O projeto teve como objetivo melhorar a concentração dos alunos e a socialização das turmas. Ao final das atividades, os estudantes vencedores foram premiados com medalhas.
Para o professor de Língua Portuguesa, Alexandre Neiva, “a atividade estimulou e facilitou a aprendizagem de modo interdisciplinar, relacionando os conteúdos de todas as disciplinas da área de Códigos e Linguagens, a fim de melhorar a aprendizagem e levar dinâmica ao ensino. A gincana oferece a oportunidade de desenvolver o raciocínio crítico, usando o espírito competitivo, sempre dentro dos padrões éticos e morais, fomentando a solidariedade e os cuidados com o ambiente escolar”, disse.

Andreza Berger, professora de Arte, ressaltou que todas as etapas do trabalho alcançaram seus objetivos. “Acredito que, por meio da gincana, os alunos tiveram mais incentivo para aprender. Percebi que se sentiram estimulados a buscar, a cada etapa, mais conhecimento. Nela, aprenderam a desenvolver o espírito de equipe, a ajudar e a torcer. Foi muito lindo ver a alegria dos alunos com a gincana”.

A estudante Emilly Stinghel da Silva, do 8º ano, relatou que os professores acertaram em cheio ao promover o evento na escola. “Foi a primeira vez que participo de uma gincana desse modelo. Aqui nós aprendemos muitas coisas, como socializar com nossos colegas, trabalhar em equipe, além dos momentos de diversão que trazem um ânimo a mais para nossos estudos”, disse.

A professora de Inglês, Gabriela Salvador Vieira, elogiou a disputa pedagógica. “O balanço da gincana foi positivo. “É uma ação que faz com que o aluno participe de um projeto que busca não só a diversão, mas a interação com os colegas de outras turmas. Um projeto desses, deixa o aluno motivado e traz uma visão mais aberta do trabalho coletivo. É uma atividade que motiva e incentiva os alunos, contribuindo para torná-los mais unidos e interessados em aprender. A gente vê nos olhos o espírito de uma competição sadia”, comentou.

Já o aluno Richard de Jesus Moreira, também do 8º ano, contou que estava animado com a gincana. “É um clima contagiante. Gostei de participar. Foi muito legal. A cada apresentação de uma nova etapa, a gente aprendia um pouco mais. Foi muito motivador e ajudou bastante para a aproximação dos colegas e o aumento da autoestima de muita gente”, explicou.

A diretora da unidade, Jaqueline Fiorentini Sperandio, apostou na importância da gincana, para a melhoria do aprendizado. “A atividade envolveu a escola inteira, equipe gestora, professores, alunos e demais profissionais, sempre priorizando o protagonismo de nossos estudantes, dessa vez trabalhando temáticas da área de Códigos e Linguagens. Queremos mostrar a eles que a aprendizagem não acontece só em sala de aula”.