Casa onde morava família que vendia carne de cachorro pega fogo em Guarapari, ES

Praticamente tudo foi perdido. Segundo a Polícia Civil, ainda não é possível afirmar se o incêndio foi criminoso, mas o caso será investigado. Família está presa.

A casa onde morava a família que foi presa por vender carne de cachorro em Guarapari, na Grande Vitória, pegou fogo nesta quarta-feira (6). Praticamente tudo foi perdido. Segundo a Polícia Civil, ainda não é possível afirmar se o incêndio foi criminoso, mas o caso será investigado.

Os bombeiros afirmaram que foram acionados, mas quando chegaram ao local, tudo já estava destruído. A casa que pegou fogo era alugada pela família e, por conta da prisão, estava vazia no momento do incêndio.

O caso

Pai, mãe e filha foram presos em Meaípe no dia 18 de outubro. Na casa deles, os policiais encontraram 52 animais, entre cães e gatos, em situação insalubre.

Segundo a investigação, a família retirava a carne e vendia para uma outra pessoa que comercializava o produto em uma feira em Guarapari.

“Uma sujeira completamente absurda, a quantidade de animais para uma casa é completamente insalubre, alimentação, água. Nada disponível”, disse um policial.

Entretanto, a família alegou para a polícia que era protetora dos animais que estavam na casa.

“As denúncias são da comercialização de carne e possível fabricação de linguiça, porém eles não comercializavam ali. Isso dificultou um pouco a descoberta há mais tempo”, disse uma outra policial que atendeu a ocorrência.

A gerente estadual de Vigilância e Saúde explicou que o abate e a comercialização da carne de cães e gatos para o consumo humano é crime.

A família foi encaminhada para o Centro de Detenção provisória do município.