Quem será o vice de quem? União de Alencar e Firmino “quebra” tabuleiro político de Barra de São Francisco

Barra de São Francisco já vive a expectativa da eleição 2020.

“Se um for candidato a prefeito o outro automaticamente não será”, é o que afirma uma fonte ligada ao prefeito Alencar Marim quando o assunto é a candidatura à reeleição e a possível candidatura do policial Marcelo Firmino.

Alencar e Firmino estão cada dia mais alinhados politicamente. Nesta quinta-feira, 1º dia do Festival Gastronômico organizado pela prefeitura municipal, os dois ficaram lado a lado e em determinado momento até ensaiaram um pedido de voto juntos.

A dúvida até o momento é quem será o vice de quem, já que o grupo que apoia Firmino garante que ele é candidatíssimo. Alencar também deixou claro que é candidato a reeleição e já mostrou que quem não está alinhado com essa ideia, não pode fazer parte do grupo.

Independente de quem desistirá da candidatura para ser vice ou simplesmente apoiar o outro, a aproximação dos dois já está causando “dor de cotovelo” em lideranças de partidos que sonhavam alto e, não só bagunça, mas “quebra” o tabuleiro político em Barra de São Francisco.

O PMDB, por exemplo, já contava que indicaria o vice de Firmino, agora, terá que lançar candidato ou se juntar a outro grupo. O problema é que a confiança em Firmino era tamanha que o partido já nem conversava mais com outros partidos. Terá que repensar a estratégia.

Valmiro Saar era Secretário Municipal de Agricultura e já anunciava que é pré-candidato a prefeito pelo PSB. Assim que foi exonerado pelo prefeito Alencar, caminhou com Firmino pela cidade em busca de uma parceria futura. Uma das opções seria abrir mão da candidatura para ser vice de Firmino. Pelo visto, Firmino o trocou por Alencar.

O deputado estadual Enivaldo dos Anjos (PSD) também vem perdendo espaço com Marim. Não é de hoje que o prefeito vem deixando o deputado de lado. Nos bastidores o que se comenta é que uma aliança do deputado com Firmino é praticamente impossível. Pelo visto Alencar não está muito preocupado com isso e prefere o sargento ao invés do coronel.

Outro que terá que repensar tudo até 2020 é o vice-prefeito Denilson. Depois que começou a caminhar com Firmino perdeu espaço na administração e teve até a porta de seu gabinete trancada. Com essa aliança de Firmino e Alencar, Denilson terá dificuldades para se aliar ao policial militar novamente.

Já o grupo dos Pereiras, ou o que restou dele, parece estar se preparando para tentar “entrar no jogo” em 2024 ou 2028.

Como se vê, faltando um ano para a eleição 2020, o tabuleiro político em Barra de São Francisco está longe de se organizar. Mas como em política tudo pode acontecer, em breve tudo isso pode mudar. É aguardar a próxima jogada!

Veja também

“Não estou sabendo dessa aliança”, diz João do Óleo sobre Firmino e Alencar juntos