PM inicia policiamento ostensivo a pé na praça central de Barra de São Francisco

Na tentativa de diminuir as práticas ilícitas na praça senador Atílio Vivácqua, que continua abandonada, a Polícia Militar iniciou um policiamento no local.

Recentemente dependentes químicos utilizavam a praça para dormir, se alimentar e outras práticas, por falta de atendimento psico-social que deveria acontecer por parte da Prefeitura Municipal que é a gestora daquela área de lazer.

Após reuniões estratégicas, para traçar uma melhor abordagem sócio-cultural, começou esta semana o policiamento, na modalidade de policiamento ostensivo a pé. A função da polícia militar será a de coibir práticas delituosas, ficando a cargo dos demais órgãos competentes, os trabalhos de cadastro, ajuda psicológica e ressocialização.

A PM lembrou que o cidadão também pode contribuir, alertando para a prática de se dar esmolas, situação que mantém a pessoa na condição de rua. Além de não ajudar, a prática atrapalha o trabalho de quem tenta tirar estas pessoas da rua. A esmola torna mais difícil a missão das equipes, de tentar ressocializar essas pessoas, pois é uma disputa desleal entre o trabalho e o dinheiro fácil. Na foto equipe Cb Erônio e Sd Mariano.

Alguns cidadãos lembram que a praça que precisa urgentemente de uma reforma geral, está merecendo alguma atenção agora que o município está comemorando 76 anos. “Logo eles voltam a esquecer dela”, disse um antigo frequentador que lamenta tanto descaso com um dos locais que já foi considerado como cartão postal da cidade.