Vereador e esposa viram réus em processo de furto de energia no Norte do Espírito Santo

O vereador de Linhares Rogerinho do Gás e a esposa dele, Sônia Cremonini, viraram réus em um processo que investiga furto de energia elétrica no Espírito Santo.

Casa e depósito de gás do vereador foram alvos de uma operação em março.

Segundo as investigações, a suspeita é de que o “gato” de energia estava sendo usado há pelo menos 10 anos.

A esposa do vereador chegou a ser presa, disse que não tinha conhecimento do crime e pagou uma fiança de R$ 5 mil para ser solta.

Agora, a denúncia foi aceita pela Justiça. Ela e o marido são réus no processo. Apesar disso, o vereador garantiu que não furtou a energia elétrica.