“Não sou fantasma”, diz vice-prefeito de Barra de São Francisco ao encontrar porta do gabinete trancada e com fechadura trocada

“A nossa vida é como um sopro. Tudo passa. Até o poder”, diz vice-prefeito de Barra de São Francisco

O vice-prefeito de Barra de São Francisco, Denilson Ferreira, usou sua página no Facebook para desabafar sobre uma situação que ocorreu nesta sexta-feira, 6 de setembro de 2019.

Eu não sou funcionário fantasma“, disse ele logo no início do vídeo.

Segundo relatos de Denilson, ao chegar em seu gabinete encontrou a porta trancada. Tentou abrir, mas a fechadura havia sido trocada. Ele ainda disse que essa é a terceira vez que o isso acontece.

Além do vídeo que publicou, Denilson também deixou um longo texto onde expõe sua insatisfação.

Também nas redes sociais, muitos amigos deixaram mensagem de apoio e saíram em defesa de Denilson.

“Trocaram a fechadura sem me falar nada”, reclamou o vice-prefeito. (Veja abaixo o texto e o vídeo completo)

Saia justa

A situação provocou também outra saia justa. A ação contra o vice-prefeito partiu em um período em que começam a ser definidas as alianças para a próxima eleição.

Coincidência ou não, Denilson está caminhando em todo o município – já em pré-campanha – lado a lado com Marcelo Firmino, que é pré-candidato a prefeito.

Vice americano

Ser vice não está fácil. Pelo visto, bem fez o vice-prefeito de Água Doce do Norte, que há muito tempo se mudou de vez para os Estados Unidos.

Veja abaixo o texto de Denilson

AVISO IMPORTANTE

Sociedade de Barra de São Francisco, gostaria de manifestar minha indignação com uma postura adotada pelo atual Prefeito da cidade.

Ele, sem qualquer comunicado prévio, determinou a troca da fechadura da porta da sala de meu gabinete. Ou seja, o Prefeito Alencar me expulsou do meu local de trabalho, apesar de eu ser Vice-Prefeito.

É revoltante. Ainda mais porque devo satisfação à comunidade desta cidade. Eu tenho o dever, imposto por lei, de trabalhar.

Ao fechar minha sala, o Prefeito Alencar simplesmente dá um tapa no rosto de cada cidadão francisquense, pagador de imposto, que quer ver as autoridades políticas trabalharem.

Quero expressar minha indignação. E mais: digo ao Prefeito que a sua conduta pode, em tese, representar violação aos princípios que norteiam a Administração Pública.

Prefeito Alencar: eu também fui eleito, não se esqueça disso. Eu também tenho o dever de cumprir com minhas atribuições. Não sou nenhum funcionário fantasma. Impedir-me de trabalhar é uma afronta ao cidadão francisquense.

Menos vaidade, Prefeito.
Lembre-se da palavra de Deus: a nossa vida é como um sopro. Tudo passa. Até o poder.