Justiça Eleitoral cassa mandatos de prefeito e vice da Barra

MPES considerou que Chicão obteve vantagem indevida nas eleições de 2016

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) cassou os mandatos do prefeito de Conceição da Barra, Francisco Bernhard Vervloet, mais conhecido como Chicão (PSDB), e do vice-prefeito do município do litoral norte do Estado, Jonias Dionisio Santos (PROS). Os dois foram denunciados pelo Ministério Público Estadual (MPES).

Segundo a denúncia, o prefeito foi secretário de Assistência Social de Conceição da Barra, e ficou à frente de um programa de cursos de capacitação profissional. O MPES considerou isso uma vantagem indevida para a campanha eleitoral.

O programa foi lançado em abril de 2016, três meses antes do início da campanha, sem autorização da Câmara Municipal e sem execução orçamentária, duas exigências legais em ano de eleição. Ainda cabe recurso da decisão e tanto prefeito quanto vice permanecerão nos cargos durante o julgamento do recurso.

O jornalismo da Rede Vitória entrou em contato com Jonias Dionisio Santos, que disse que o prefeito Chicão só vai se pronunciar sobre o caso nesta sexta-feira (20), depois de uma reunião na prefeitura.