Federal prende dez brasileiros por uso de crianças em esquema ilegal para entrar nos EUA

A Polícia Federal (PF) prendeu em flagrante, na madrugada desta quinta-feira, 5, em Brasília, dez pessoas que tentavam migrar ilegalmente para os Estados Unidos, via México, acompanhados por oito crianças. Os menores não tinham autorização para ingresso no país e, além disso, alguns deles estavam com passaportes falsificados, para se passarem por filhos dos presos.

Segundo a corporação, o grupo pretendia utilizar uma prática conhecida como “cai-cai”. Neste esquema, o adulto se entrega às autoridades norte-americanas na companhia de um menor, o que impede sua deportação imediata, uma vez que as leis do país não permitem que a criança ou adolescente fique sozinho durante os trâmites de repatriação.

A PF apurou que, além de falsificarem os documentos para obter passaportes com dados de paternidade alterados, os adultos presos pagaram para se passar pelos pais das crianças junto às autoridades migratórias. Segundo a corporação, um dos menores e sua mãe moraram por mais de um mês na residência de um casal para que a criança se acostumasse com a presença dos adultos que a levariam para os EUA.

Os crimes investigados são de promoção da migração ilegal de menor de idade, falsificação de documentos, e outros, indicou a Polícia Federal.