Espírito Santo será governado por uma mulher pela primeira vez desde o período colonial

Vereadora de Mantenópolis Elza Kerr, vice-governadora Jacqueline Moraes e vereadora de Barra de São Francisco Zirene Surdini Valli (Zilene do Pisiu)

Nos registros históricos do estado, a primeira mulher que governou o estado foi a esposa de Vasco Fernandes Coutinho Filho, Luíza Grimaldi.

A vice-governadora do estado, Jacqueline Moraes, ocupará o cargo de governadora interina durante os dias 20 a 27 de setembro, período em que o governador Renato Casagrande irá a uma feira de mármore na Itália. Esta será a primeira vez que uma mulher governa o Espírito Santo desde o período colonial.

Nos registros históricos do estado, a primeira mulher que governou o estado foi a esposa de Vasco Fernandes Coutinho Filho. Luíza Grimaldi (ou Grinalda) recebeu a missão de ser donatária do Espírito Santo após a morte do marido.

O casal não tinha filhos para seguir a linha de sucessão. Dessa maneira, Luíza herdou o cargo em 1589 e governou durante quatro anos, até 1593, quando perdeu o cargo em uma disputa judicial, para o parente mais próximo de Vasco Fernandes Coutinho Filho. O familiar alegava que uma mulher não podia assumir o lugar do marido falecido.

Perfil

Em 2012, Jacqueline ganhou como a sexta vereadora mais votada no município de Cariacica e atuou como vice-presidente da Câmara da cidade por dois biênios. Além disso, a vice-governadora é secretária de Mulheres do Partido Socialista Brasileiro (PSB).

Antes da atuação na política capixaba, Jacqueline trabalhou como ambulante e foi presidente da Associação dos Camelôs do ES.