Desaparecimento de amigos que viajavam em asa-delta motorizada completa 1 ano

O desaparecimento do empresário e piloto que sumiram em uma de asa-delta motorizada em Linhares, no Espírito Santo, completa um ano no sábado (21). Eles voavam com destino a Mucuri, no Sul da Bahia, quando a aeronave sumiu no dia 21 de setembro de 2018.

Após o sumiço da aeronave, o Corpo de Bombeiros, familiares, amigos e equipes do exército fizeram buscas nas reservas ambientais da Vale, de Sooretama, e na lagoa Juparanã. Nenhum vestígio do piloto, do empresário e nem da asa delta foram localizados.

Piloto Maike Estefaneli Barcelos e empresário Douglas Lana — Foto: Reprodução/TV Gazeta
Piloto Maike Estefaneli Barcelos e empresário Douglas Lana — Foto: Reprodução/TV Gazeta

A Polícia Civil declarou que continua investigando os desaparecimentos dos homens, mas disse não ter novidades. Os familiares seguem sem notícias.

Caso

O piloto Maike Estefaneli Barcelos e o empresário Douglas Lana desapareceram no dia 21 de setembro, quando saíram de Linhares, na região norte do Espírito Santo, em uma asa-delta motorizada com destino a Mucuri, na região sul da Bahia.

Namorada de empresário desaparecido recebeu foto após asa delta decolar no ES — Foto: Reprodução/ TV Gazeta
Namorada de empresário desaparecido recebeu foto após asa delta decolar no ES — Foto: Reprodução/ TV Gazeta

Os desaparecidos estavam a caminho de um encontro de aero camping no município baiano. Eles saíram de Linhares às 4h40 de sexta. Das 60 aeronaves cadastradas no evento, apenas a aeronave do piloto, do tipo “Trike Voador” não chegou.

A aeronave usada por eles era de pequeno porte e não tinha equipamentos como rádio, GPS ou telefone por satélite, que não são obrigatórios, mas poderiam ajudar na localização.