Com apenas 9 anos, filho de Elifas Pereira pratica musculação como ‘gente grande’ e chama atenção na academia

Personal explica os benefícios e cuidados ao realizar a atividade na infância

Na foto: a personal trainner Daiany Setubal, Elifas Pereira (pai) e Michael Pereira (aluno).

Larissa Agnez / Folha Vitória

Imagine entrar em uma academia e se deparar com uma criança de 9 anos fazendo musculação, você acharia estranho? Pois fique sabendo que além da prática ser recomendada, ela é comum, como é o caso do pequeno Michael Oliveira Schaeffer Pereira.

Aos 9 anos de idade, Michael tem se tornado o centro das atenções em uma academia, em Itaparica, no município de Vila Velha-ES. Isso, porque além de praticar exercícios aeróbicos, ele “encara” a musculação como gente grande! Abdutora, remador e até exercício para o tríceps, estão entre às atividades no treino de musculação.

De acordo com a personal trainner de Michael, Daiany Setubal, a musculação na infância é permitida, desde que não seja praticada em excesso, recomendada e supervisionada por um especialista. Daiany conta que o pai de Michael, Elifas Pereira, de 69 anos, o levou para academia depois de uma consulta médica, que confirmou que o pequeno estava com sobrepeso.

A educadora física explica que a musculação é uma atividade que apresenta muitos benefícios, e para as crianças não é diferente. “Para o público infantil é muito bom porque melhora a autoestima, evita o sedentarismo e futuras lesões, melhora a coordenação motora, a postura, aumenta a força muscular, traz uma melhoria na capacidade funcional e redução de gorduras ruins”.

Como funciona o planejamento?

Daiany explica que o planejamento é algo muito individual e depende do profissional e do aluno. De acordo com a personal, é importante estar atento a idade da criança e o local em que os exercícios serão praticados.

Ela comenta sobre a rotina de Michael: “Ele está treinando faz quatro meses e no último mês, inseri ele na musculação. Não são todos os equipamentos que ele pode ou consegue utilizar, ainda estamos trabalhando com isso. Ele treina duas vezes na semana, as atividades tem duração de 1 hora. Em um dia ele faz circuito, onde trabalhamos com coordenação motora, equilíbrio, postura e psicomotricidade. No segundo dia é feito um aquecimento na esteira com corrida e caminhada, e depois a musculação“, explicou.

Atividade na infância 

A aptidão física da criança ou do adolescente precisa ser estimulada com o objetivo de encorajar a adoção de um estilo de vida saudável, que contemple a prática de exercícios ao longo da fase adulta e na maturidade.

A prática diária de atividades físicas influenciam o bom condicionamento físico, no futuro e são capazes de evitarem diversas doenças como diabetes, hipertensão, doenças cardiovasculares, câncer entre outras.

Veja: Causos do Dr. Elifas – Barra de São Francisco, 1952