Polícia prende suspeito de matar criança de 4 anos em Guarapari

Foi preso no início da madrugada desta quinta-feira (22) o homem suspeito de atirar contra uma família no bairro Concha D’Ostra, em Guarapari. No ataque, um menino de 4 anos foi atingido pelos disparos e acabou não resistindo aos ferimentos.

O caso ocorreu no começo do mês de agosto. Lusmario Batista, de 27 anos, estava escondido na casa de um amigo, na região de Pendanga, localizada no interior do município de Ibiraçu. Segundo as investigações, o suspeito teria atirado contra a família por vingança.

Foto: Reprodução TV Vitória
Tio-avô da criança falou do desespero da família após o crime

De acordo com apuração da equipe da TV Vitória/Record TV, o motivo dos disparos seria uma briga entre o atirador e o pai da criança morta no incidente devido ao sumiço de uma arma. O atirador teria inclusive sido alvo de um ataque praticado pelo homem há seis anos. A intenção de Batista, segundo a polícia, era assassinar a família inteira. O suspeito, porém, nega a versão.

Entenda o caso

O crime ocorreu no dia 10 de agosto na região de Concha D’Ostra, em Guarapari. Uma dona de casa de 24 anos estava com o filho e o marido dentro de uma residência em construção quando o suspeito se aproximou do local e começou a atirar contra a família. O pai, a mãe e o filho do casal, de 4 anos de idade, foram atingidos por disparos.

O marido, identificado como Jaques de Jesus Ferreira, de 28 anos, conseguiu fugir do local. Já a mulher ficou por vários dias internada em um hospital de Vitória. O filho do casal, porém, não resistiu aos ferimentos.

Durante as investigações, a polícia descobriu que Ferreira possuía um mandado de prisão em aberto. O homem foi preso dois dias depois do crime. Batista, suspeito de atirar contra a família, foi levado para o Departamento Especializado de Homicídio e Proteção à Pessoa (DEHPP) de Vitória para prestar depoimento, e depois encaminhado para ao Departamento Médico Legal (DML) para exame de corpo de delito.

Investigações apontaram que o criminoso pretendia fugir do estado. O pai da criança, segundo a polícia, é parente do próprio atirador.

As informações são da repórter Rafaela Freitas, da TV Vitória/Record TV