Despachantes e servidores do Detran são presos em operação do Gaeco no Espírito Santo

Fraude em documentação de veículos tem servidores do Detran presos; prejuízo pode chegar a R$ 100 milhões

Dez pessoas suspeitas de usar documentos falsos foram presas nesta quinta-feira (01) durante uma operação na região da Prainha, em Vila Velha. Dentre eles estão três servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) capixaba e quatro despachantes de veículos.

De acordo com a polícia, eles utilizavam a documentação fraudada para fazer registro de veículos no Detran. Foram aproximadamente dez meses de investigação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

Segundo os policiais, foram identificados quase 900 casos que podem estar ligados aos indivíduos. O prejuízo obtido com a fraude está estimado em R$ 100 milhões. Ao todo, os policiais cumpriram onze mandados de prisão no Rio de Janeiro, em Minas Gerais e no Espírito Santo. Além dos indivíduos presos durante a operação, pelo menos outros 37 servidores do Detran são suspeitos de estar por trás do esquema.