Após confirmação do primeiro caso de sarampo no ES, outros dois são investigados

O primeiro caso de sarampo importado no Espírito Santo foi confirmado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), na última segunda-feira (12). Segundo a secretaria, dois outros casos ainda permanecem em investigação.

No total, 66 possíveis casos foram investigados. Desses casos, 63 foram descartados. O caso confirmado é de uma jovem de 19 anos, moradora de Cariacica. Exames comprovaram que ela esteve em São Paulo no mês de julho e adoeceu no retorno ao Espírito Santo.

A paciente ficou em isolamento domiciliar e os procedimentos de bloqueio vacinal seletivo nas pessoas que tiveram contato com ela foram realizados, além da varredura em cinco quadras no entorno do seu domicílio. A jovem está curada e passa bem.

A coordenadora do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis, Danielle Grillo, ressaltou a importância de estar atento aos sintomas da doença. “Pedimos para que todos os profissionais de saúde fiquem atentos aos sinais e sintomas do sarampo que são febre, manchas avermelhadas no corpo (exantema) acompanhados de tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite e notifiquem à Vigilância Epidemiológica municipal para que possa desencadear as medidas necessárias de controle. Como o contágio ocorre pelo ar, qualquer contato com uma pessoa doente apresenta um alto risco de transmissão”, esclareceu.