Polícia prende fornecedores de traficantes que atuavam em portas de escolas no ES

Por Daniela Carla, TV Gazeta

Dez pessoas foram presas em um desdobramento da operação “Anjos da Lei” da Polícia Civil, que combate a venda de drogas na porta de escolas do Espírito Santo. As prisões aconteceram em Vitória, São Mateus e Linhares, no Norte do Espírito Santo. Com os criminosos, foram apreendidos 70 quilos de maconha, comprimidos de ecstasy e armas.

Os 70 quilos de maconha foram encontrados em um imóvel após a polícia chegar a um dos suspeitos. Segundo as investigações, ele integra o mesmo grupo criminoso de um detido na fase anterior da operação.

“Ele marcou com uma pessoa num local próximo ao terminal de Laranjeiras, na Serra. Nesse momento, os policiais fizeram a prisão. Com ele, foi achava a chave de uma casa. Chegamos ao imóvel e lá dentro foi achada grande quantidade de entorpecentes”, disse o delegado do Departamento Especializado de Narcóticos (Denarc), Alberto Roque.

Por causa das prisões realizadas na primeira fase da operação, a polícia chegou até os fornecedores. Duas pessoas foram presas com 150 comprimidos de ecstasy no estacionamento de um hospital particular, em Vitória. Segundo a polícia, elas estavam esperando os compradores.

Com essa apreensão, a polícia descobriu que a droga vem do Sul do país e conseguiu rastrear com os Correios um outro carregamento de ecstasy, LSD e haxixe.

A polícia também prendeu dois homens e duas mulheres suspeitos de tráfico no bairro Interlagos, em Linhares. Com eles, foram encontrados dinheiro, cocaína, crack, material para embalar droga e quatro armas. Duas delas eram metralhadoras de fabricação caseira semelhantes a apreendida na operação anterior.

“Várias armas de fabricação caseira apreendidas na Grande Vitória e a metralhadora caseira apreendida em Linhares é muito similar. São armas muito bem feitas e tem o mesmo efeito que uma arma comum. Agora queremos chegar a esse fornecedor”, explicou o delegado do Denarc Alvaro Roque.