Falta do inseticida Malation prejudica combate à dengue e números da doença aumentam em Colatina

A dengue continua preocupando a população de Colatina. Os números não param de subir. Enquanto no ano passado foram 166 casos confirmados da doença, neste ano os números já chegaram em 324. Houve também aumento das notificações. De janeiro até este mês de julho já chegaram a 1.223.

De acordo com a Vigilância Ambiental do município isso está acontecendo porque o Governo Federal parou de repassar o Malation, inseticida que ajuda a combater o mosquito transmissor da dengue.

Tentando evitar que os casos da doença continuem aumentando a Vigilância Ambiental está realizado um trabalho de conscientização com os moradores já que 85 por cento dos casos estão dentro das casas.

Está sendo feito também o monitoramento das armadilhas em 210 casas na cidade. Elas ajudam a monitorar a proliferação do mosquito Aedes Aegipty. Segundo informações, o inseticida Matalion, necessário no combate a doença, não tem prazo para chegar.

O Ministério da Saúde informou que vai trocar o inseticida que deve ser mudado a cada 5 anos, de acordo coma Organização Mundial da Saúde. Disse ainda que os documentos para fazer as novas aquisições devem ser finalizados ainda neste mês, mas não deu prazo de quando vai enviar o novo produto.