ES oferece medicação preventiva gratuita do HIV. Veja quem tem direito!

O número de casos de AIDS registrados no Brasil acende um alerta para os jovens. Em todo o país, o índice teve um aumento de 33% em pessoas entre 18 e 29 anos. Só no Espírito Santo, foram cerca de mil novos casos em 2018.

Muitos não sabem, mas existe medicação preventiva gratuita para grupos específicos que estão mais expostos aos riscos em vinte e seis municípios capixabas que possuem Serviço de Assistência à Portadores de HIV.

O PrEP (profilaxia pré-exposição) é oferecido desde outubro de 2018, mas não está disponível à todos. Segundo o infectologista José Américo Carvalho, o PrEP é indicado para homens que têm relações sexuais com outros homens, casais com soros diferentes, onde um é positivo e outro é negativo, profissionais do sexo, homens e mulheres trans.

A restrição ao exame tem como base a incidência das transmissões que é mais comum nesse público. Para combater o vírus, os servidores municipais de saúde estão sendo capacitados sobre métodos já em uso com a PrEP, que é ofertada em todas as unidades de saúde de todos os municípios, assim como as informações sobre o HIV. Apesar dos avanços nos métodos de prevenção, o infectologista alerta que eles devem ser combinados com o uso do preservativo.