Arquivistas encontram milhares de fotos inéditas dos ataques do 11 de Setembro

Um grupo de arquivistas em Nova York teve acesso, por acaso, a uma coleção de fotos inéditas da destruição provocada depois dos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001. As imagens estavam em uma coleção de CDs comprada em um bazar por uma família. O material foi entregue aos arquivistas que, quando foram ver o que estava ali, se depararam com 2400 fotos inéditas do “Ground Zero” , o local onde ficavam as Torres Gêmeas do World Center.

Os discos estavam em péssimo estado, mas eles conseguiram recuperar boa parte das imagens. Todo o material encontrado foi disponibilizado na internet . Em entrevista à BBC, um dos arquivistas afirmou acreditar que “provavelmente esse material seria esquecido e acabaria em um aterro sanitário”.

Em publicação no Twitter , um dos arquivistas, Jason Scott , afirma que as imagens foram tiradas por um homem que trabalhava na operação de limpeza dos destroços das Torres Gêmeas. As fotos mostram o cenário de horror dias depois dos ataques. Jason disse que o fotógrafo já está morto, sem revelar o nome dele ou qual a função que exercia.

Os ataques de 11 de setembro de 2001 deixaram 2.977 mortos — 2.606 das vítimas estavam no World Trade Center, que foi atingido por 2 aviões. Além das vítimas fatais, estima-se que mais de 33 mil pessoas tenham desenvolvido problemas de saúde relacionados ao ataque e às operações de resgate e limpeza

Veja aqui todas as fotos