A operação ‘Madoff’, da Polícia Federal, cumpriu cinco mandados de busca e apreensão de pessoas relacionadas a uma empresa que administra investimentos em criptomoedas no Espírito Santo. As prisões aconteceram na manhã desta quarta-feira (15), no Espírito Santo, no Acre e Mato Grosso do Sul.

Segundo as investigações da PF, os detidos podem responder pelos crimes de associação criminosa, gestão fraudulenta, negociação de valores mobiliários sem autorização ou registro prévio.

Além das prisões, a Justiça Federal determinou a suspensão das atividades da empresa, incluindo a remoção de páginas na internet, e o bloqueio de seus bens, como contas bancárias, carros e imóveis.

O juiz ainda determinou o bloqueio das criptomoedas existentes em exchanges, que é a bolsa de valores da moeda digital. Além disso, autorizou a apreensão de criptomoedas em carteiras, físicas ou digitais, que estavam com os investigados durante as buscas, sendo que esse procedimento foi o primeiro desse tipo no Brasil.