Atriz diz que Damares Alves deveria estar presa por preconceito

Morando e trabalhando em Portugal, Luana Piovani comentou em sua conta no Instagram sobre a declaração mais recente da ministra Damares Alves.

Em um vídeo divulgado na semana passada, a comandante da pasta da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos do governo Jair Bolsonaro, insinuou que o protagonista do desenho Bob Esponja seria gay: “Todo mundo pensa que é um desenho infantil, mas olha as imagens do Bob Esponja namorando o coleguinha (a estrala do mar Patrick)”, disse enquanto mostrava a imagem do personagem usando um tule de balé ao lado do amigo.

Luana insinuou que a ministra estaria sob efeito de drogas quando da declaração, já que, segundo a atriz, mais tabaco deveria ser colocado “naquilo que Damares está fumando”.

A apresentadora questionou se Alves não deveria estar presa pelo que havia dito: “preconceito não é crime inafiançável no Brasil? Como é que essa mulher não está presa?”

Esta não é a primeira vez que a ministra se envolve em uma polêmica envolvendo animações e as orientações sexuais de seus personagens. Em outro vídeo, divulgado no começo do mês, Damares declara que a princesa Elsa, do filme Frozen, terminava o longa sozinha no castelo de gelo por ser lésbica.

Além disso, a ministra disse que “a princesa de Frozen vai acordar a Bela Adormecia com um beijo”, para confirmar sua teoria. Durante dias o assunto foi um dos mais comentados do Twitter.

De acordo com a assessoria da ministra Damares Alves, ela não quis comentar sobre o ocorrido.