Projeto Remição pela Leitura inicia atividades em São Mateus

A Penitenciária Regional de São Mateus (PRSM), no norte do Estado, iniciou nesta semana o projeto Remição pela Leitura. Cerca de 20 reeducandos participam do programa, que conta com a parceria da Faculdade Multivix. Além de incentivar a leitura e o desenvolvimento da escrita, o projeto permite reduzir quatro dias da pena a cada livro lido durante os trabalhos, que tem duração de 30 dias.

Para participar, os reeducandos devem ter concluído o ensino médio e apresentar histórico de bom comportamento na unidade prisional. Obras de autores renomados da literatura clássica, tais como, Capitães de Areia, Vidas Secas, Memórias Póstumas de Brás Cubas e o Cortiço, fazem parte da lista a ser desenvolvida no projeto.

“Projetos educacionais agregam conhecimento, mostram novas oportunidades, além de socializar a aprendizagem. Ao final da leitura, os reeducandos devem produzir uma resenha que deverá ter o valor de 0 a 5.0 pontos. Para alcançar a remição, é preciso obter a nota mínima de 3.0”, esclarece Rozilene da Cruz Ferrugini, responsável pelo setor pedagógico da unidade prisional.

Atualmente, o projeto é coordenado pelo diretor da Penitenciária Regional de São Mateus, Flávio de Oliveira Ogioni, pelo diretor-adjunto Gilmar Rodrigues de Almeida, além da pedagoga Rozilene da Cruz Ferrugini e da Faculdade Multivix.

Sobre o projeto
O Projeto Remição pela Leitura tem como propósito principal incentivar a leitura como elemento facilitador de tomada de consciência de pessoas privadas de liberdade. O objetivo é melhorar as suas condições de regresso à sociedade. Os reeducandos também têm a oportunidade de reduzir a pena por meio da leitura. Durante os trabalhos, a escrita é desenvolvida como forma criativa de expressão, além de orientar quanto a produção de resenha crítica.