Os mais antigos se lembram e com saudades do saudoso Padre Fernando de Barra de São Francisco

Por Paulo Cesar Andrade

Os mais novos não se lembram, mas os mais antigos de Barra de São Francisco, se lembram e com saudades do Padre Fernando (in-memorian) ele, inclusive participou dos trabalhos na casa dos padres onde hoje funciona a Escola Família Agrícola Jacira de Paula Meniguite, foi o idealizador na construção da escola Família Agrícola Normilia Cunha, participando da aquisição do terreno, e trabalhou como ninguém na construção da igreja Matriz.

Na época juntamente com o Sr. Pedro Galvani Brum (Pedro Careca), fizemos todo o trabalho de parte elétrica e hidráulica na casa dos padres, sempre com a supervisão do padre Fernando.

Nas nossas idas e vindas por aquele trajeto, aconteceu um fato engraçado. Quem o conheceu lembra-se ele só se vestia com sua batina preta, veste tradicional dos padres passionistas e não desgarrava do seu principal meio de transporte, a sua mobilete.

Um determinado dia quando voltávamos da casa dos padres, no local que era conhecido como a curva do Maia, onde hoje está a rotatória na saída de Barra de São Francisco sentido Ecoporanga, ele vinha na frente e nós o seguíamos de jeep, só vimos quando a poeira subiu, ao aproximar vimos ele estirado no chão com a sua batina preta toda empoeirada, até a careca reluzente dele estava amarela de poeira.

O Pedro o convidou para subir no jeep, ele não quis nem saber, montou na mobilete e veio todo sujo para casa. Padre Fernando deixou-nos um rico legado de vida.