Capixaba Pedro Rocha exalta peso de gols contra Atlético/MG em final da Copa do Brasil em 2016

“Espero estar pronto o mais rápido possível para poder fazer minha estreia e dar o meu melhor como sempre”, disse o jogador

Estadão Conteúdo

Pedro Rocha foi apresentado oficialmente na tarde desta sexta-feira, na Toca da Raposa II, como mais novo reforço do Cruzeiro. Na entrevista coletiva, o atacante aproveitou para exaltar o peso de uma atuação decisiva que teve contra o rival Atlético-MG, time no qual fez dois gols no primeiro jogo da final da Copa do Brasil de 2016, quando era jogador do Grêmio.

“A expectativa é grande (de jogar o clássico). Esse é um ponto fundamental, você poder fazer gols em um rival é muito importante. Aquele momento foi histórico para mim, fazer dois gols em uma final é o sonho de todo garoto. Agora no Cruzeiro espero estar pronto o mais rápido possível para poder fazer minha estreia e dar o meu melhor como sempre”, disse o jogador, que ainda não tem data definida para estrear na equipe mineira.

Durante a apresentação de Pedro Rocha, o Cruzeiro estreou um backdrop digital em sua sala de imprensa na Toca da Raposa II, que servirá para exposição de patrocinadores e de vídeos durante as entrevistas coletivas. E, enquanto o novo reforço conversava com os jornalistas, o clube exibiu alguns gols da carreira do atacante, inclusive os dois marcados sobre o Atlético-MG na decisão da Copa do Brasil de 2016.

O jogador, de 24 anos, não se mostrou incomodado com o fato de ter de disputar uma posição no ataque, setor de destaque na equipe do técnico Mano Menezes. “Acredito que todo treinador gosta dessa boa dor de cabeça. O Cruzeiro hoje na minha opinião tem o elenco mais qualificado do Brasil e vem demonstrando isso com a campanha (nas competições que está disputando). Venho para somar. Creio que seja uma boa dor de cabeça para o Mano e a comissão técnica. Vou fazer o meu melhor para continuar colocando o nome do Cruzeiro lá em cima.”

O atleta, que estava no Spartak de Moscou, revelou que teve o apoio do lateral-direito Edilson para se transferir para o Cruzeiro. “O Edilson é muito amigo meu desde que atuamos juntos no Grêmio, sempre trocamos mensagem. Desde quando ele veio para cá, ele falou muito bem daqui para mim, de toda a estrutura, do pessoal, elenco, funcionários. Isso foi a cada dia me instigando mais a fazer parte deste grande clube que é o Cruzeiro. Deu tudo certo, estou muito feliz, bastante motivado. Quero poder trabalhar e fazer o meu melhor o mais rápido possível”, reforçou.

Pedro Rocha também destacou a recepção calorosa que vem tendo da torcida desde a sua chegada, na quinta-feira, quando foi festejado por cruzeirenses no Aeroporto Internacional de Confins, nas proximidades de Belo Horizonte. E brincou com a cor azul.

“Me dou muito bem com o azul, esse também foi um dos muitos motivos por ter escolhido o Cruzeiro. Sempre quando eu vinha jogar aqui contra o Cruzeiro, sentia muito o calor da torcida e senti isso na minha recepção. Fiquei muito feliz com esse carinho. Há muito tempo venho recebendo mensagens, desde quando o Cruzeiro demonstrou interesse em contar comigo”, revelou.