A sanção da nova Lei do Cadastro Positivo por Jair Bolsonaro hoje deve facilitar o acesso ao crédito dos brasileiros que são bons pagadores –mas só daqui a seis meses.

Esse é o tempo necessário para montar o banco de dados em que se baseará o cadastro, diz Carlos da Costa, secretário do Ministério da Economia.