184 anos da PMES: Celebração em ação de graças pelo aniversário da Instituição

“Auxiliai-me a ser criança para as crianças; pai para os desprotegidos; e adulto para os necessitados. Que o vigor das minhas ações seja sempre em proteção à paz, à vida, aos mais fracos, aos oprimidos e aos humilhados. Que eu saiba ver a beleza do coração, não da face, da cor, da raça, da religião ou da condição social”. O trecho acima é parte da Oração do Policial, de autoria do coronel Giraldi, rezada como prece durante a celebração de ação de graças pelos 184 anos da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES).

A cerimônia religiosa foi realizada na noite deste domingo (07), na Capela Nossa Senhora da Vitória, em Maruípe, Vitória. A tradicional celebração realizada semanalmente, neste domingo foi em especial pelas intenções do aniversário da Corporação.

O momento solene foi presidido pelo reverendo diácono, tenente Júlio Bendinelli, e prestigiado pelas comunidades ao redor, além dos policiais militares. Cantou à liturgia o Ministério Anima Christi, com participação especial da Banda de Música da PMES.

Em sua reflexão, o diácono destacou o tempo litúrgico vivido pela Igreja Católica no momento, apontando o chamado para a reconciliação com o passado. “Cristo tendo perdoado o pecado, nos liberta do passado. Perdoados, podemos mudar o presente e assim experimentar pequenas ressureições a cada dia”, pontou.

Lembrou ainda da memória que a PMES produziu na sociedade capixaba em seus 184 anos de existência. Memória construída pelo policial militar que serve à Instituição com verdadeiro sacerdócio. “O policial é chamado a dar a vida por aqueles que não conhecem. Ele está sempre disposto”. Finalizou parabenizando à Instituição.