Durante o período carnavalesco, muitas pessoas fecham suas residências para aproveitar o feriadão, porém, com a infestação do vetor Aedes aegypti, transmissor do vírus da dengue, zika e chikungunya, alguns cuidados devem ser tomados em nome da saúde coletiva. Esse é um alerta feito pela Secretaria Municipal de Saúde de Nova Venécia.

É recomendável que se faça uma faxina dentro de casa, no jardim e no quintal, eliminando os possíveis criadouros do mosquito. O mosquito precisa de sete dias para se proliferar, então, antes da viagem, é preciso limpar tudo, com foco no acúmulo de lixo no quintal, na cobertura de tonéis e caixas d’água e nos vasos de plantas que não podem ficar sem areia.

Nas festas, os foliões também devem ter atenção com o descarte de latas, copos e garrafas. O descarte de objetos e utensílios que podem acumular água deve ser feito em lixeiras e depósitos destinados a isso. Nas casas, o cuidado é com a vedação das caixas d’água, para evitar que se tornem criadouros do mosquito da dengue.

Balneários com alto índice de dengue

Outro alerta feito pela Secretaria é em relação ao uso de repelente. “Estamos percebendo que a quantidade de dengue está muito alta nos balneários que são destinos de muitos venecianos, como Guriri, Conceição da Barra e outras localidades. É fundamental a população fazer o uso do repelente e evitar pegar a doença e depois trazer para o nosso município”, disse o enfermeiro Gabriel da Silva Dias, coordenador da Vigilância em Saúde.

Como a população pode ajudar no combate à dengue:

– Manter a caixa d’água completamente fechada para impedir que vire criadouro do mosquito;

– Jogar no lixo todo objeto que possa acumular água, como embalagens usadas, potes, latas, copos, garrafas vazias, etc;

– Guardar garrafas, para retorno ou reciclagem, emborcadas e em local em que não acumulem água;

– Colocar o lixo em sacos plásticos e manter a lixeira bem fechada;

– Não jogar lixo em terrenos baldios;

– Não deixar água acumulada sobre a laje;

– Encher de areia até a borda os pratinhos dos vasos de planta ou lavá-los com escova, água e sabão semanalmente;

– Remover folhas e galhos e tudo o que possa impedir a passagem da água pelas calhas.