Rajada de vento com mais de 50 km/h deixa estragos em Mantena; fotos

O calor tem sido forte em Mantena e região nos últimos dias, e mesmo com a previsão de chuva não confirmando como volumosa, ela chegou na noite desta quinta-feira, 28, fechando o mês de fevereiro atípico para a estação.

A chuva veio acompanhada de rajadas de vento, tempestade de raios, trovoadas, e acabou provocando alguns transtornos para os mantenenses.

Ao final, totalizando aproximadamente 4 horas de chuva, caiu sobre a cidade 73,4 milímetros conforme registrado pela Estação Meteorológica Automática instalada na ETA/SAAE. Ou seja, o volume foi significativo, quase 75 litros por metro quadrado, provocando os já tradicionais alagamentos em ruas sem drenagem, principalmente no bairro Vila Nova e Rua São Francisco.

Já os ventos, estes provocaram mais transtornos e prejuízos desta vez. A estação registrou rajadas de vento de 52 km/h, que acabaram provocando o destelhamento de várias casas nas imediações da área de laser no bairro Vila Nova, rua Antônio Matheus, Agostinho Anizio, Rua Ceará, Rua Ambrosina Fernandes, Rua Juraí Valadão, Rua Rio Grande do Norte entre outras.

Pela manhã flagramos muitos mantenenses cortando galhos de árvores que haviam caído, tapando o telhado que foram arrancado pela força dos ventos e muitos outros estragos. Na rua Ambrosina Fernandes, parte de uma casa que estava abandonada, desabou. Próximo da ETA/SAAE, um muro de arrimo desabou.

Na avenida General Dutra, galhos de árvores quebrados, na Antônio Matheus, o teto (forro) de uma lanchonete desabou inteiro, uma faixa do PSF foi arrancada, telhados de residências foram arrancados e lançados ao chão.

Em um imóvel a telha da varanda no segundo pavimento caiu sobre a garagem danificando um veículo.

Já na Rua Rio Grande do Norte, o telhado de um cômodo inteiro de uma casa foi jogado sobre a casa do vizinho. Estes são apenas alguns relatos de prejuízos e destruição provocados pela força do vento na noite desta quinta-feira em Mantena.

Texto/fotos: Portal Mantena