A Comarca de São Mateus, em parceria com a Faculdade Vale do Cricaré (FVC), chegou à 4ª edição da oficina de parentalidade, projeto que visa proporcionar às famílias que vivenciam conflitos judiciais um espaço de reflexão sobre o exercício da paternidade e maternidade. Ao todo, 41 pessoas em processo de divórcio ou dissolução de união estável com filhos participaram do encontro, que aconteceu na última semana.

O projeto foi criado com o intuito de apoiar essas famílias, ajudando-as a entenderem o que ocorre com crianças e adolescentes após a separação e, a partir disso, se organizarem para colocarem em prática mudanças eficientes para o bom entendimento familiar, buscando o menor dano emocional aos envolvidos.

A oficina também pretende prevenir a alienação parental, na medida em que procura conscientizar os participantes dos danos advindos de tal prática. Por fim, o projeto pretende conscientizar os pais da importância da presença de ambos na vida dos filhos e dos malefícios que a perda parental lhes ocasiona.

Os temas tratados na oficina foram abordados pela juíza Aline Moreira Souza Tinôco; com a participação das servidoras Bruna Barbiellini Costa, Telma Aparecida Otoni de Campos e Yara Nascimento de Aguiar; e das facilitadoras voluntárias: Joselita Assis de Lima, advogada, e Carolina Dadalto, coordenadora em exercício do Curso de Psicologia da FVC; além de quatro estagiários da mesma instituição de ensino.