Escola do interior do Espírito Santo recebe prêmio nacional por incentivo à leitura

“Comecei a ver a professora Kezia lendo as histórias e passei a gostar de ler”, conta a estudante Ana Lívia. Ela estuda na escola Profª Maria Inês Della Valentina, que fica em Jacupemba, i Aracruz, no Norte do Espírito Santo. A instituição de ensino fundamental foi 1º lugar no Prêmio PVE, do Instituto Votorantim, por incentivar alunos à leitura. A premiação nacional foi realizada em São Paulo.

Ao todo, foram 1.130 escolas que se inscreveram para participar do prêmio. A escola de Aracruz foi a melhor avaliada quanto ao nível de aprendizado dos estudantes.

A professora Kezia Roni, citada pela aluna Ana Lívia, explica que foi preciso trabalhar duro com os alunos nos últimos anos para conseguir o resultado.

“Quase que diariamente a gente ia lendo, fazendo questionamentos e eles foram demonstrando essa vontade de querer mais, de ter mais curiosidade com os vários tipos de gêneros textuais que utilizamos. Na medida que os projetos que a escola já desenvolvia iam chegando, nós íamos analisando e planejando as atividades que seriam interessantes para que os alunos pudessem crescer nessa questão de evoluir na leitura e escrita com qualidade”, contou a professora.

Estudantes se juntam para ler em escola de Aracruz — Foto: Reprodução/TV Gazeta
Estudantes se juntam para ler em escola de Aracruz — Foto: Reprodução/TV Gazeta

A parceria dos pais no planejamento das atividades reforçou os estudos em casa e contribuiu para melhorar o ambiente escolar. A cooperação transformou a biblioteca em um lugar em que os alunos agora gostam de ficar.

“Eu não tinha muito tempo de ler, mas agora eu gosto de ler muito. Aqui na escola sempre gosto de pegar um livrinho para ler”, disse a estudante Larissa Cardoso.

A auxiliar de serviços gerais Maria da Penha, que é mãe da estudante Ana Lívia, revela que o interesse da filha pelos estudos melhorou na escola e que a criança passou a ter prazer com a leitura.

“Ela pega o caderno, faz o dever de casa. Sempre que tem algum trabalhinho ela vai com os colegas fazer. Ela gosta bastante de ler”, disse.

Estudante Sionara Nossa sentiu que melhorou nos estudos — Foto: Reprodução/TV Gazeta
Estudante Sionara Nossa sentiu que melhorou nos estudos — Foto: Reprodução/TV Gazeta

A estudante Sionara Nossa fala que, do início do ano letivo para cá, sentiu que vem evoluindo nos estudos. Ela acredita que o hábito de escrever e ler tem sido o responsável por isso.

“No começo do ano estava bom, só que depois a gente foi aprendendo, aprendendo, e ficou melhor a leitura, foi desenvolvendo e aí foi melhorando tudo”, concluiu a menina.