Por Cléber Sabino

O lançamento da Campanha Salarial Nacional Unificada 2019, no estado do Espírito Santo, começou por Vila Pavão, na tarde de ontem (quarta-feira, 27).

O evento aconteceu no plenário da Câmara Municipal e contou com as presenças de representantes da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/Cut-ES), Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do ES (Fetam-ES), Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Vila Pavão (Sindipublicos-VP), do presidente da Câmara Municipal Marquinhos Kloss, servidores públicos, entre outros.

A presidente do Sindipublicos-VP, Neusdete Rossini Moreira, destacou que no período da manhã, foi realizada oportunamente no município, mais precisamente no auditório do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, a reunião ordinária que acontece todos os meses, em Vitória, entre a Fetam e os diretores dos sindicatos filiados. Segundo a sindicalista, na reunião com os diretores do sindicatos foi discutido assuntos internos e a atual conjuntura política do país.

Durante o lançamento da campanha, este ano denominada “Todos Juntos em Defesa dos Direitos Trabalhistas e do Serviço Público de Qualidade Para o Povo Brasileiro”,  foi apresentada e discutida a pauta de reivindicações da categoria que aborda a defesa do concurso público e da estabilidade do servidor; direito à  livre negociação no serviço público; defesa do SUS e do SUAS; defesa da educação pública de qualidade, laica e emancipadora; revogação da emenda constitucional 95; reajuste salarial com ganho real; defesa da Previdência Pública e solidária; defesa da democracia e dos direitos e justiça fiscal.

A Campanha é um momento onde a Confetam resume as necessidades da sociedade em uma única ferramenta para apresentar à sociedade de todo o pais, mas ao mesmo tempo, se Vila Pavão tiver uma reivindicação especifica, poderá ser acrescentada na proposta”, explica a dirigente da Confetam-Cut e Fetam, Clemilde Cortes Pereira.

A Campanha Salarial foca a questão salarial, mas não fica só nisto. Ela tem uma pauta social muito mais abrangente que engloba tanto os direitos do servidor, como também dos cidadãos, e este ano tem um mote especial que é a questão da Previdência Social”, resumiu Elias Mugrabi de Oliveira, professor de direito e dirigente da Fetam.

Primeiramente, a Confetam/Cut lançou campanha em São Paulo. A proposta é que as federações nos estados a levem a todos os municípios do Brasil onde o ramo dos Municipais está organizado.