O jovem Yuri Henrique de Carvalho Barbosa foi condenado a 30 anos de prisão em regime fechado, pelo júri popular, por ter assassinado a ex-namorada Taiene dos Reis Souza. O Tribunal do Júri aconteceu nesta segunda-feira (11), no Fórum de Aracruz, no Norte do Espírito Santo. A sentença saiu no início da noite.

Taiene, que na época tinha 20 anos, foi morta pelo ex-namorado quando estava indo para casa, em Bairro de Fátima, Aracruz, no dia 30 de março de 2018. Yuri se escondeu por alguns dias depois do assassinato, mas depois se entregou à polícia. O acusado confessou que matou a jovem por ciúmes, pois acreditava que havia sido traído.

Taiene foi morta a facadas em Aracruz — Foto: Reprodução/Facebook
Taiene foi morta a facadas em Aracruz — Foto: Reprodução/Facebook

Na época do crime, o pai de Taiene, Edivaldo José de Souza, chegou a falar que Yuri não aceitava o fim do relacionamento e também que era muito ciumento e possessivo com a jovem.

Júri

O julgamento ocorre quase um ano depois do homicídio. O advogado de Yuri, Selso Ricardo Damacena, informou que a defesa decidiu não recorrer da pronúncia para que o julgamento acontecesse sem mais demora.

A defesa considerou por bem não recorrer. O Yuri colaborou com a instrução e se houvesse um recurso nós não estaríamos aqui hoje, nesta data, pois demoraria mais tempo“, disse.

Antes da sentença ser anunciada, a mãe da vítima, Alzenira dos Reis, falou que o julgamento não muda a dor e não trará a filha de volta, mas consola.

É uma dor terrível. A pior coisa do mundo é perder parte de você. Não está sendo fácil, mas acredito na Justiça para que ele pague pelo o que ele fez, mesmo que isso não traga minha filha de volta“, afirmou Alzenira.