Larissa Agnez / Folha Vitória

Às aulas já estão de volta e as opções para a lancheira das crianças são diversas. Vão desde as alternativas prontas das prateleiras do supermercado até os orgânicos das feiras. Mas como proporcionar um lanche prático, saudável e que agrade seu filho? A nutricionista da Unimed Vitória, Rayanne Pimentel, dá dicas para refeições nutritivas e fáceis de preparar.

Segundo ela, é importante combinar três grupos alimentares. “Proteínas como queijos, iogurtes, leite e carne. Reguladores como frutas, legumes e verduras. E os energéticos, que são carboidratos encontrados nos pães, biscoitos e bolos”, destacou.

Confira as orientações da especialista

· Para beber, dê preferência aos sucos naturais com frutas de baixa oxidação, como goiaba, acerola, abacaxi e maracujá. Se não for possível, pode substituir por suco de uva integral, de polpa ou água de coco pasteurizada;

· Varie as frutas. Banana e maçã são as que fazem mais sucesso nas lancheiras, mas podem ser substituídas por uva, morango, manga, melão ou melancia, além da opção de salada de fruta.

· Esqueça os embutidos. Além de serem processados, eles contêm conservantes, corantes, realçadores de sabor e quantidade alta de sódio, ocasionando problemas de saúde a curto e a longo prazo;

· Sobrou salada de ontem? Pode colocar no lanche também. Alimentos como tomate, cenoura e milho possuem grande valor nutricional e ocupam o espaço dos reguladores;

· Ao invés de optar pela famosa bisnaguinha, escolha os pãezinhos frescos de cenoura ou aipim, por exemplo, fáceis de encontrar na padaria ou supermercado.

· Patês são alternativas práticas e saborosas para colocar no pão. Ricota, queijo cottage ou cream-cheese podem ser usados como base, coloque também alimentos que a criança goste, como cenoura, atum ou frango. Se mantidos dentro da geladeira, duram de 4 a 5 dias;

· Frutas desidratadas, mix de castanhas e cereais sem açúcar também são boas opções para completar o lanche;

· Os bolos são ótimas opções de carboidrato quando feitos com ingredientes saudáveis. É indicado que a farinha de trigo refinada seja substituída pela integral, de aveia ou biomassa de banana verde e o açúcar comum trocado pelo mascavo.