Mancha não atingirá litoral do Espírito Santo, diz Marinha sobre vazamento de óleo

Em nota conjunta, a Marinha, o Ibama e a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) informaram nesta segunda-feira (25), que o vazamento ocorrido na madrugada de sábado (23), na plataforma P-58, localizada a 80 quilômetros do litoral sul do Espírito Santo, já está sob controle e a mancha de óleo não atingirá o litoral.

“A Marinha do Brasil (MB), por meio do Comando do 1º Distrito Naval, o Ibama e a Agência Nacional do Petróleo (ANP) informam que o vazamento foi imediatamente interrompido logo após sua detecção. Não houve vítimas nem impacto à operação da plataforma”, diz a nota.

Nos sobrevoos realizados neste domingo (24) foi possível constatar “uma redução substancial do volume de óleo que permanece no mar, bem como nas dimensões da área afetada. Mantidas as condições atuais, as simulações indicam que o óleo, que segue se dispersando em direção sul a aproximadamente 110 km do litoral, não atingirá a costa” e teria sido totalmente disperso até a manhã desta segunda (25).

A Petrobras, em nota, também já havia informado que, em sobrevoo realizado na tarde de domingo (24), no litoral do Espírito Santo, atestou que as ações de respostas ao vazamento de óleo ocorrido no sábado (23), durante operação de transferência de óleo da plataforma P-58, “foram efetivas, restando apenas uma mancha residual, que deverá ser totalmente dispersada pelas embarcações ao longo da noite”.