A pavoense Rarieli Costa, de 17 anos, morreu no início da noite deste domingo, 24 de fevereiro, em um acidente de moto na Avenida Vitória, em Jucutuquara.

Conforme amigos, Rariele, curvava o ensino médio na escola Professora Ana Portela em Vila Pavão, quando foi aprovada no curso de Gestão de Meio Ambiente no Ifes de Nova Venécia. Até o mês de agosto a jovem estudava em Vila Pavão e no Ifes, mas, teve que interromper os estudos ao descobrir que estava com Leucemia. Para facilitar o tratamento ela foi morar na Grande Vitória com o namorado.

Segundo informações, na hora do acidente ela estava na garupa da moto do namorado, o auxiliar administrativo João Otávio Gazoli, de 21 anos,  que tentou passar num corredor, entre um ônibus e uma carreta, na avenida, próximo a Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes).  O capacete da menina teria se soltado e ela acabou batendo a cabeça na carroceria da carreta.

Corpo é liberado por familiares no DML

O corpo da adolescente Rarieli Costa, de 17 anos, foi liberado pela família na manhã desta segunda-feira (25), em Vitória. Por volta das 7h30, os dois irmãos da menina chegaram ao Departamento Médico Legal (DML) para fazer a liberação e, muito abalados, não quiseram conversar com a imprensa.

Rarielli morava há pouco mais de um ano na Grande Vitória com o namorado para fazer tratamento contra um câncer.

A sogra da vítima também esteve no DML e contou que o filho e a nora estavam na Serra e voltavam pra casa quando aconteceu o acidente.

Ela morreu na hora e o rapaz foi encaminhado para um hospital da região. De acordo com a polícia, João Otávio não possui habilitação e ainda não prestou depoimento.