A Automutilação de modo simplificado – é uma conduta voluntária de agressão ao próprio corpo, sem intenção suicida. Utilizam estiletes, tesouras, utensílios pontiagudos para efetuar cortes, além de se machucarem por meio de queimaduras, mordidas, arranhões, etc… Enfim, vários são os meios adotados pelo sujeito na tentativa de aliviar um sofrimento emocional, através da dor física.

A psicóloga francisquense Joselaine Lopes falou com o SiteBarra sobre o assunto.

Segundo Joselaine, pode parecer estranho por vezes, incompreensível o fato de alguém machucar-se intencionalmente. Certo? “Ora, infelizmente, estudos apontam que o comportamento de ferir-se fisicamente tem aumentado nos últimos anos e, diante dessa afirmativa, quero deixar aqui um ALERTA!“, disse a psicóloga.

“Nas escolas, nos lares, nas ruas e arredores da nossa cidade, adolescentes/jovens, vem buscando nas lâminas, nos cortes, na dor física, a tentativa de lidar com uma desordem emocional que em sua maioria, está sendo ignorada. Estão deixando marcas na pele como pedido de socorro. São gritos silenciosos que poucos ouvem, enxergam, entendem ou compreendem”, alerta a psicóloga.

Joselaine lembra que é preciso desmistificar a ideia (socialmente construída) que a Automutilação “não passa de um ato de “frescura”, “chamar atenção”, ou “coisa de adolescente”. Fazer sangrar a própria carne vai muito, além disso…

Pais observem atentamente os comportamentos dos seus filhos, nas mudanças de atitudes e comportamentos, como: braços enfaixados; usar roupas que cobrem todo corpo em pleno calor; isolamento… Coxas, barriga, braços, são lugares mais comuns a serem lesionados. Acolham seus filhos, pois nas palavras ditas, inclusive nas não ditas, podem existir sinais de que algo não esteja bem.

Se você se automutila ou conhece alguém que apresente esse quadro clínico, procure ajuda profissional. A psicoterapia feita por um Psicólogo habilitado auxiliará o sujeito na compreensão dos motivadores da automutilação, modificando esse comportamento.

 “AUTOMUTILAR-SE é um caminho TORTUOSO de SOLUÇÃO ILUSÓRIA. Acredite! Existem outros meios não prejudiciais para lidar com os conflitos emocionais...”    PERMITA-SE SER AJUDADO!

Mais informações

Joselaine Lopes de Oliveira
Psicóloga – CRP 16/5414
(27) 99852-6060
Atendimento clínico particular e pelos planos São Bernardo, Samp e Economic Saúde.

Veja mais aqui